sexta-feira, 26 de março de 2021

Natura incentiva participação na “Hora do Planeta 2021”

 Movimento liderado pela World Wildlife Fund mobiliza pessoas a apagarem as luzes de casa para lembrar da importância de ações coletivas em prol do meio ambiente


A Natura se une novamente ao movimento Hora do Planeta 2021, liderado pela organização World Wildlife Fund (WWF), que está em sua 13ª edição no Brasil. A intenção é promover uma ação simbólica, com o apagar de luzes durante uma hora, para chamar a atenção da sociedade, do poder público e do setor privado para os desafios ambientais atuais, como o aquecimento global e o desmatamento da floresta amazônica. As redes sociais da Natura trarão conteúdos direcionados ao tema para que os internautas somem à iniciativa. Esse ano, a ação acontece no dia 27 de março (sábado).
Pelo seu modelo de negócios, a Natura mantém sua atuação atrelada ao desenvolvimento sustentável e ao impacto positivo. Para gerar mais mobilização social em tornos de objetivos importantes, a marca também defende três causas prioritárias: “Amazônia Viva”, “Mais Beleza Menos Lixo” e “Cada Pessoa Importa”.

Modelo de negócios de impacto positivo

Há mais de 20 anos, a Natura atua na Amazônia em parceria com organizações não-governamentais, comunidades locais e outros parceiros. Para contribuir com a conservação e regeneração da floresta, a marca atua com manejo sustentável e desenvolvimento socioeconômico dos fornecedores locais. Graças a sua atuação, a companhia atualmente contribui para a conservação de 2 milhões de hectares da Amazônia.
A empresa também é carbono neutro desde 2007, compensando todas as emissões de gases de efeito estufa que não pode evitar. A ação é realizada pelo programa Natura Carbono Neutro, que viabiliza apoio a projetos de captura de gases de efeito estufa. Somado a isso, em 2020, a Natura reduziu 32% das suas emissões de carbono.
A companhia também realiza esforço contínuo para aumentar a circularidade de resíduos plásticos por iniciativas de reciclagem, logística reversa e ecodesign. A empresa foi a primeira marca de cosméticos a adotar refis em seu portfólio e, hoje, evita o descarte diário de lixo equivalente à quantidade produzida por 5,5 milhões de pessoas. A Natura também chegou a incorporar mais de 3 mil toneladas de materiais reciclados nas embalagens de seus produtos em 2020. 
Em 2020, a empresa alcançou o compromisso de ter 50% de lideranças femininas em cargos de direção ou acima. O compromisso, adotado pela marca Natura e pelo grupo Natura &Co, constava entre metas públicas assumidas pela Natura em 2014.
Ciente dos desafios socioambientais que o mundo enfrenta, a marca aderiu, em 2020, o “Compromisso com a Vida – Visão 2030” do grupo Natura &Co (Avon, Natura The Body Shop e Aesop). O plano contém metas para enfrentar a crise climática, o desmatamento da Amazônia e a violação dos direitos humanos. Entre os objetivos do grupo estão atingir zero emissões líquidas de carbono, contribuir com a conservação de 3 milhões de hectares da Amazônia, assegurar qualidade de vida digna e equidade para toda a rede, além de garantir a circularidade das embalagens até 2030 e que 100% de seus materiais sejam reutilizáveis, recicláveis ou compostáveis.


Dupla Comunicação

0 comentários:

Postar um comentário