segunda-feira, 30 de setembro de 2019

Por que nosso coração pode crescer e como identificar se isso é um problema cardíaco

A dilatação do músculo cardíaco é recorrente em atletas que praticam modalidades que requerem esforço físico intenso, mas geralmente não tem relação com problemas


São Paulo, 30 de setembro de 2019 – Pela ocorrência bem específica, poucas pessoas sabem que nosso coração pode aumentar de tamanho e porquê isso ocorre. Essa dilatação do músculo cardíaco é chamada popularmente de coração deatleta e, de acordo com Alexandre Soeiro, cardiologista da BP – A Beneficência Portuguesa de São Paulo, não se trata necessariamente de uma doença.
"Essa hipertrofia ventricular secundária ligada à atividade física é relativamente comum em atletas praticantes de modalidades de alto rendimento e o surgimento é tão particular que não há dados ou mesmo estudos que confirmem que essa condição tem qualquer relação com problemas cardiológicos", explica o especialista daBP.
O que se pode afirmar é que, diante de um esforço excessivo, o coração procura se adaptar e, com o tempo, se torna maior do que o órgão de uma pessoa comum. Essa adaptação fisiológica às sobrecargas de força e metabolismo independe do sexo do atleta. "Sabemos que o surgimento depende muito mais do tipo de exercício e da quantidade deesforço envolvidos. A maioria dos médicos sequer trata essa condição como doença porque o coração fica hipertrofiado e dilatado apenas para suportar o excesso de atividade", informa Soeiro.
Atletas identificados com essa condição apresentam maior eficiência mecânica da musculatura esquelética, aumento da capilarização e de atividades enzimáticas, aumento da capacidade funcional pulmonar e melhor relação ventilação/perfusão. "Essas alterações dependem da intensidade e duração dotreinamento, do tipo de atividade atlética e de fatores genéticos", explica o médico.
Ainda não há dados que comprovem que essas alterações levem a problemas cardiovasculares mais graves. Mas então como os cardiologistas tratam desses casos, quando identificados? "Quando há alguma dúvida é necessário se basear em exames complementares para fechar um tratamento ou para recomendar apenas um acompanhamento", diz Soeiro. E o médicolembra que essa adaptação do órgão, decorrente do excesso de treinonão costuma ser motivo para que o atleta pare de praticar exercícios físicos. Mas o acompanhamento com o cardiologista é fundamental.
Há ainda casos em que o coração se desenvolve por outros fatores. Quando há dúvidas se esse crescimento é resultado de uma adaptação ou doença estrutural cardíaca, caberá ao médico pedir exames complementares. Normalmente, utiliza-sea ressonância magnética cardíaca para averiguar o grau de espessura do músculo, a presença ou não de alterações diastólicas, a força de contração, presença de fibrose e tamanho da cavidade. "Quando mesmo assim persistem dúvidas, o indivíduo é orientado para se afastar momentaneamente das atividades para interrupção do esforço e ser possível fazer umareavaliação", conclui o médico.

Sobre a BP – A Beneficência Portuguesa de São Paulo
A Beneficência Portuguesa de São Paulo agora é BP, um polo de saúde moderno e atualizado que valoriza a vida de todos e de cada um. Composto por 4 hospitais com foco em alta complexidade e queatendem diferentes perfis de clientes e outros 3 serviços que contemplam medicina diagnóstica, atendimento ambulatorial e educação e pesquisa, a BP compreende mais de 220 mil m² construídos, 7.500 colaboradores e 4.500 médicos distribuídos em 8 edifícios e cerca de 50 clínicas nos bairros da Bela Vista, onde são concentrados os serviços privados, e da Penha, onde são oferecidos os serviços para clientes reguladospelo Sistema Único de Saúde (SUS).
O polo de saúde é composto pelo Hospital BP, referência em casos de alta complexidade, pronto-socorro geral e corpo clínico especializado para clientes de planos de saúde e particulares;pelo BP Mirante, hospital que oferece um corpo clínico renomado, pronto atendimento privativo, hotelaria personalizada e cuidado intimista para clientes particulares e de planos de saúde premium; pelo BP Essencial, hospital que tem foco na qualidade assistencial e oferece acomodações compartilhadas para clientes de planos de saúde básicos e particulares; pelo BP Hospital Filantrópico, que oferece cuidado humanizado e eficaz para clientes regulados pelo Sistema Único de Saúde (SUS); pela BP Medicina Diagnóstica, um completo e atualizado centro de diagnósticos e de terapias, que oferece exames laboratoriais, de imagem, métodos gráficos e de todas as outras especialidades diagnósticas; pelo BP Vital, um conjunto de iniciativas da BP com foco empromoção de saúde por meio do cuidado integral, num um olhar atento e acolhedor da instituição para fora dos seus muros, contribuindo para a melhoria das condições de saúde da população como um todo; e pela BP Educação e Pesquisa,tradicional formadora de profissionais de saúde que capacita profissionais por meio de cursos técnicos e de pós-graduação, residência médica, eventos científicos e é responsável por gerenciar mais de 100 estudos e pesquisas na área da saúde com o intuito de contribuir para a evolução da Medicina no País.

LLYC - LLORENTE & CUENCA

0 comentários:

Postar um comentário