sexta-feira, 27 de setembro de 2019

Associação Viva e Deixe Viver contempla idosos em curso

Tempo Rei de Histórias é destinado a voluntários e profissionais que atuam com pessoas idosas. Iniciativa terá início em 1º de outubro, Dia Internacional do Idoso


A Associação Viva e Deixe Viver (Viva), organização não-governamental que congrega 1.282 voluntários responsáveis por contar histórias em 91 hospitais do País, promove, no decorrer de outubro, o curso Tempo Rei de Histórias, que tem por objetivo valorizar a memória afetiva de pessoas idosas pela prática da escuta qualificada,construção e contação de histórias no cuidar.
O curso conta com dez módulos e tem início em 1º de outubro, data escolhida especialmente por ser o Dia Internacional do Idoso. Em cada módulo, os participantes serão estimulados a desenvolver concepção teórica, vivências imaginativas e práticas para ampliar sua capacidade nos diferentes papéis de contador, criador e ouvidor de histórias, além de explorar asdiversas possibilidades de reflexão que as histórias oferecem. As aulas serão realizadas todas as terças e quintas-feiras, das 18h30 às 21h30, na Uninove Campus Vergueiro, em São Paulo.
Voltado a voluntários e profissionais que atuam com este público, o projeto visa conscientizar os participantes sobre a importância da estabilidade emocional do idoso, como uma das condições que favorecem sua saúde. "Por isso é fundamental que haja interação com as pessoas que o rodeiam no seu cotidiano e no seu ambiente, seja uma casa de repouso ou hospital", afirma Valdir Cimino,presidente e fundador da Viva.
Com reconhecida expertise na arte de preparar voluntários para contar história para crianças e adolescentes, a Viva, neste curso, volta sua atenção àqueles que se dedicam aos idosos. Para Cimino, a iniciativa propicia sinergia entre os dois públicos, facilitada pela tecnologia. "As experiências desses idosos dão origem a lindas histórias, disponibilizadas no site do Tempo Reide Histórias (www.temporeidehistorias.org.br), que servem para ser narradas às crianças atendidas por nossos contadores de histórias. Além de encantar ambos os públicos, encontramos, assim, uma forma de preservarmos elementos fundamentais de nossa cultura e tradições", diz Cimino.
O curso evidencia a importância da humanização da assistência na promoção de saúde e bem-estar, por meio da valorização da leitura como arte, cultura e lazer, bem como do ato de contar e ouvir histórias. "Trata-se de um recurso fundamental para integração social num grupo de indivíduos, além do resgatedesta prática milenar e do valor do simbolismo das histórias, como elemento terapêutico e estimulador da autoestima", observa Cimino.
Para participar, basta se inscrever pela internet: vivaedeixeviver.typeform.com/to/rf70Z0. O investimento é de R$ 250,00. Alunos da Uninove podem se inscrever gratuitamente. Outras informações estão disponíveis pelo telefone (11) 3081-6343, no website da entidade ( site@vivaedeixeviver.org.br ).
Serviço
Curso – Tempo Rei de Histórias
De 1º a 22 de outubro de 2019 (todas as terças e quintas-feiras)
Horário: 18h30 às 21h30
Local: Uninove Campus Vergueiro
Endereço: Rua Vergueiro, 235/249
Valor: R$ 250,00; gratuito para alunos Uninove.

Programação:
1º Módulo – 01/10
Escuta qualificada e acolhimento com saúde e cultura – Valdir Cimino

2º Módulo – 03/10
Fundamentos Filosóficos do voluntario que atuará com a pessoa idosa – Adriana Gasparini

3º Módulo – 08/10
Gerenciamento do tempo e Gestão de Conflitos - Nathália Mazzonetto

4º Módulo – 08/10
Construção da história da pessoa idosa - Nathália Mazzonetto

5º Módulo – 10/10
Direitos da memória e cidadania do idoso - Prof. Martin Feijó

6º Módulo – 10/10
Tempo Rei de Histórias – Projeção do Futuro - Prof. Martin Feijó

7º Módulo – 17/10
Cuidados Paliativos - Dra Taciana Sales

8º Módulo – 17/10
Contação de Histórias e o valor das brincadeiras afetivas – Valdir Cimino

9º Módulo – 22/10
Destino - Histórias apreciativas – Valdir Cimino

10º Módulo – Formatura – 22/10

Sarau literário – Valdir Cimino

Sobre a Associação Viva e Deixe Viver - Fundada em 1997, pelo paulistano Valdir Cimino, a Associação Viva e Deixe Viver (www.vivaedeixeviver.org.br) é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) que conta com o apoio de voluntários que se dedicam a contar histórias para crianças eadolescentes hospitalizados, visando transformar a internação hospitalar num momento mais alegre, agradável e terapêutico, além de contribuir para a humanização da saúde, causa da entidade. Hoje, além dos 1.357 fazedores e contadores de histórias voluntários, que visitam regularmente 91 hospitais em todo o Brasil, a Associação conta com o apoio das empresas Pfizer, UOL, Mahle Metal Leve, Volvo e Instituto HelenaFlorisbal.

Por  Renata Rosa 

0 comentários:

Postar um comentário