quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019

Em evolução, Gonzaga Patriota é transferido para quarto no hospital


Em evolução constante nos últimos dias, o deputado federal Gonzaga Patriota (PSB/PE) deixou a unidade semi-intensiva e foi transferido para um quarto do Hospital Albert Einstein, onde está internado em São Paulo. Diante da melhora no quadro clínico, o socialista poderá ter alta brevemente.
O parlamentar agradeceu a Deus e a todos pelo carinho e as orações que vem recebendo ao longo desses dias.

Ascom deputado federal Gonzaga Patriota

Sesc Avenida Paulista convida Maira Ranzeiro

Apresentação esportiva e vivência com a campeã brasileira de tênis de mesa acontece dia 10 de março


O Sesc Avenida Paulista traz para um bate-papo e vivência de tênis de mesa a atual campeã brasileira Maira Ranzeiro. A atividade começa às 14h do dia 10, domingo, livre e gratuita.
A atleta inicia seu primeiro contato com o esporte aos 11 anos, no Sesc Vila Mariana. Por oito anos participa de disputas pela seleção brasileira, e, em 2017, torna-se líder no ranking brasileiro da modalidade.
Para além da prática esportiva, Maira escreve e compõe, publicando o livro infantil "Maira, a alegre campeã", pois acredita na leitura e no esporte como instrumentos de transformação social e inspiração para as crianças de todas as idades.

SERVIÇO

Apresentação Esportiva de Tênis de Mesa com Maira Ranzeiro
Quando: Dia 10/3. Domingo, das 14h às 16h.
Faixa etária: Livre.
Local: Corpo I – 10º andar.
Ingressos: Gratuito.

SESC AVENIDA PAULISTA
Avenida Paulista, 119, Bela Vista, São Paulo
Fone: (11) 3170-0800
Transporte Público: Estação Brigadeiro do Metrô – 350m

Horário de funcionamento da unidade:
Terça a sábado, das 10h às 22h.
Domingos e feriados, das 10h às 19h.

Horário de funcionamento da bilheteria:
Terça a sábado, das 10h às 21h30.
Domingos e feriados, das 10h às 18h30.


Facebook: facebook.com/sescavpaulista 
Instagram: @sescavpaulista

App Sesc Avenida Paulista: disponível para download gratuito em celulares e tablets no endereço sescsp.org.br/avenidapaulista


Ascom Sesc Avenida Paulista

Condomínio logístico CBSK investe no tratamento de recursos hídricos sem química

Localizado em Itapevi (SP) empreendimento administrado pela Retha Imóveis prioriza responsabilidade ambiental


Segundo a Agência Nacional de Águas, estima-se que 97,5% da água existente no mundo é salgada e não é adequada nem mesmo para a irrigação de plantações. Sobram apenas 2,5% de água doce, sendo que a maior parte (69%) está concentrada nas geleiras e 30% são águas subterrâneas (armazenadas em aquíferos).
Os números alertam para a necessidade de consumo inteligente e não desperdício dos recursos hídricos. Pensando nisso, a Retha, administradora de condomínios logísticos, tem adaptado e criado galpões e centros logísticos ambientalmente responsáveis, principalmente no que se refere à economia e tratamento da água. No condomínio CBSK, em Itapevi (SP), entre outras soluções ambientais se destaca a Estação de Tratamento de Efluentes (ETE), que não utiliza nenhum produto químico em seu processo de purificação da água. Os dejetos são tratados por bactérias naturais e a água é devolvida ao rio que corre junto ao condomínio com 98% de pureza.
O investimento na construção da estação custou R$ 700.000,00. E, para Marino Mário da Silva, diretor presidente da Retha, compensa cada centavo. "Investimos em processos sustentáveis, em primeiro lugar, pela consciência ecológica que todos devemos ter. Em segundo, precisamos tratar o nosso esgoto. Os condomínios de galpões e centros logísticos ficam geralmente afastados das áreas residenciais, onde não existe estrutura de saneamento adequada, e a melhor maneira de fazer esse tratamento é pelo processo biológico, onde conseguimos devolver a água ao meio ambiente com quase 100% de pureza, sem química", destaca Marino.

Como funciona

Dentro da estação de tratamento, o processo de purificação dos dejetos é feito apenas por bactérias anaeróbicas. Consiste em uma estrutura retangular de polietileno, contendo em seu interior placas termo formatadas, envolvidas em manta geotêxtil.
A estação é instalada em uma vala, tendo com base uma camada de areia grossa (mínima de 50 cm) com granulometria predefinida (semelhante a um filtro de areia reduzido).
Para alimentar este equipamento deve ser utilizado um tubo perfurado de 100 mm, posicionado no centro, possibilitando a distribuição uniforme do efluente sobre as placas. A eficiência após um tanque séptico bem dimensionado pode chegar a 98% de remoção de DBO (Demanda Bioquímica de Oxigênio). A tecnologia de construção da ETE é da empresa Rotogine.


Outros Projetos

Além do CBKS Itapevi, existem outras estações de Tratamento de Efluente nos empreendimentos administrados pela Retha em Vargem Grande Paulista, Osasco e Arujá, as quais somadas atendem aproximadamente 6.000 pessoas /dia. Atualmente, mais uma estação como essas está sendo instalada no empreendimento Icon Realty Cajamar, ainda em construção.
Para saber mais sobre a Retha, acesse: http://www.retha.com.br/

Retha – Assessoria de Imprensa
Agência NB Comunicação

As tendências para o mercado de consumo em 2020 – prepare-se para o consumidor ultradinâmico

Estudo da WGSN apresenta os seis principais macromovimentos que definirão o que o consumidor espera das marcas nos próximos anos, passando pela confiança que possuem nas empresas até o envelhecimento da população

São Paulo, 27 fevereiro de 2019 – Qual o principal fator que acelera as mudanças no varejo? A tecnologia? Segundo o levantamento inédito da WGSN – autoridade global em análises e previsões de tendências – são principalmente os consumidores que causam essas mudanças no mercado de consumo. Eles estão impulsionando a transformação na sociedade e desafiando os antigos modelos econômicos. Exigentes, contra antigos padrões e com novos valores, esses clientes fomentam novos formatos de negócios. A pergunta que fica para as marcas: quais são essas mudanças relacionadas ao seu comportamento e perspectivas de como elas afetarão o mercado a partir de 2020?
Para respondê-la, a empresa global que antecipa tendências e é responsável por direcionar a estratégia de diversas empresas, apresenta os destaques da pesquisa "Consumidor Ultradinâmico" que traz seis macrotendências que identificam o que está por trás desta mudança no comportamento do consumidor, relacionada com: compras realizadas por dispositivos móveis; conexões humanas; confiança nas marcas; preocupações climáticas; envelhecimento populacional; e economia do compartilhamento.
"Precisamos entender que os consumidores estão mapeando, estudando as marcas. Eles querem, inclusive, saber se as empresas mudaram seu modelo de negócio, principalmente quando este impacta a sociedade. O intuito dos consumidores é: saber se as marcas estão alinhadas às suas novas demandas e a um propósito – além, claro, como se relacionam com suas necessidades. Ou seja, estão impulsionando o mercado em outro nível", afirma Luiz Arruda, Luiz Arruda, Head da WGSN Mindset.

Conheça mais sobre os fatores que irão influenciar os pensamentos e atitudes dos consumidores:

1. Revolução das compras pelos dispositivos móveis

A nova sociedade já é norteada pelo smartphones e as pessoas querem consumir via dispositivos móveis. Sem interação e sem processos. E os varejistas precisam estar atentos a isso e adaptar seu negócio, caso não esteja adequado a essa demanda. Segundo pesquisa executiva de varejo da WGSN, 64% dos varejistas afirmam que o pagamento pelo celular é prioridade para o funcionamento de seu negócio. Outro levantamento realizado pela agência YouGov, mostrou que 44% dos entrevistados entre 18 e 24 anos se sentem mais confortáveis ao conversar com novas pessoas por meio de redes sociais, do que ao vivo. Neste âmbito, é possível perceber que a tomada de decisão pelos usuários é feita antes da visita física. Por isso, é tão relevante colocar o consumidor no controle da compra, desde que haja auxílio humano, caso necessário.
Empresas podem se antecipar a essas necessidades ao aumentar o uso do celular dentro da loja e automação no método de pagamento. A realidade aumentada, por exemplo, pode auxiliar os consumidores na hora da compra – tanto ao mostrar especificidades, como ao solucionar dúvidas – e permite que aquele momento seja uma experiência diferenciada. A inteligência artificial também se torna uma aliada, quando associada as interações digitais, a exemplo da Alexa e Google Assistent.
Com tantas mudanças, é fundamental que as empresas estejam preparadas para este novo cenário, que traz impactos para cadeia como um todo – inclusive, a relação entre empregados e empregadores. Com estudos* que apontam que milhares de empregos na área têm "alto risco de automação", é fundamental garantir que o antigo papel desempenhado pelos colaboradores seja redefinido. Além disso, será imprescindível apostar em estratégias que descompliquem as entregas.

2. A importância dos sentimentos

As conexões humanas são valorizadas à medida em que as pessoas se sentem mais sozinhas. Por isso, estão em busca de conexões que ajudem a se sentirem mais humanos. Por outro lado, uma vez que os varejistas investem em tecnologia de inteligência artificial e experiências digitais, a importância da conexão humana será um diferenciador fundamental paras as marcas. As estratégias pessoais começam a crescer como um ponto de diferenciação para além do preço, principalmente quando as empresas concorrem com a Amazon.

3. A economia da confiança

Confiança é um termo cada vez mais recorrente e visado pelos consumidores globalmente. E como sua marca pode se mostrar confiável atualmente?
Os consumidores estão questionando o que é real. Por isso, marcas e varejistas precisam desenvolver novas estratégias capazes de aumentar o nível de confiança das pessoas. À medida que as pessoas são expostas todos os dias a uma enxurrada de fake news, é cada vez mais difícil saber em que ou em quem confiar. Nos EUA, a última pesquisa "Edelman Trust Barometer" apontou que os níveis de confiança dos americanos tiveram uma queda recorde na população em geral. De acordo com o estudo, a confiança caiu nove pontos e chegou aos 43, o menor nível já apontado em um trimestre.
A confiança é um importante fator de estímulo do consumo. O WGSN Barometer, que a cada ano analisa 200 mil consumidores do mundo todo, apontou que os gastos das pessoas têm uma relação direta com o quanto elas confiam em uma marca. Mas, hoje em dia, o que significa ser uma empresa de confiança? A tradição e a trajetória de uma marca não a tornam, necessariamente, uma empresa de credibilidade.
Além de oferecerem produtos e serviços de qualidade, espera-se que as empresas sejam agentes para mudanças positivas. Entre os entrevistados do Edelman Trust Barometer, 64% disseram acreditar que uma empresa possa tomar ações que aumentem seus lucros e melhorem as condições econômicas e sociais nas comunidades onde operam. Quase dois terços afirmaram que desejam que os CEOs assumam mudanças políticas em vez de esperar pelo governo – que tem níveis de confiança muito abaixo das empresas em 20 mercados. Isso significa que a principal tarefa dos CEOs é "criar confiança", o que ultrapassa "desenvolver produtos de qualidade" e "oferecer serviços" em 69% e 68%, respectivamente.

4. Preocupações climáticas

O mundo precisa de ajuda e seus moradores estão em busca de soluções e ações para torná-lo melhor. O número de desastres naturais provocados por eventos climáticos extremos – inundações, secas e incêndios – mais do que dobrou desde 1980. No mesmo período, o número de tempestades dobrou, enquanto inundações, avalanches e deslizamentos quadruplicaram desde 1980 e dobraram desde 2004. A ansiedade em relação ao clima já é uma realidade, assim como o desejo de limitar ou reverter os danos causados ao ecossistema do planeta.
Essa nova reação emocional do consumidor vai exigir que os varejistas criem novas estratégias. A discussão pública em torno dos materiais plásticos que são usados uma única vez, e a demanda do público consumidor por soluções como garrafas de água, copos de café e canudos reutilizáveis é apenas uma entre as muitas mudanças comportamentais que exigirão novas estratégias das empresas.
Quando o assunto é consumo, as pessoas procuram fazer a coisa certa quando há alternativas sustentáveis à disposição. De acordo com dados levantados pela consultoria Nielsen em 2018, a taxa de crescimento na venda de produtos vem aumentando em determinados setores sempre que há alternativas sustentáveis. Itens como chocolate, café e produtos de higiene revelam um crescimento anual de 2%, e quando que há soluções sustentáveis, esse crescimento chega aos 5%, com destaque para os produtos de higiene, que chegam à casa dos 14%.
Além disso, já começou a corrida para que a economia circular funcione na indústria da moda. Muitas lojas do setor fast-fashion, como Zara e H&M, têm estimulado os clientes a devolverem roupas danificadas ou que não usam mais, já antes mesmo que a reciclagem de fibras se torne uma realidade comercial. Esta mudança de atitude vai exigir uma nova mentalidade por parte das lojas que atendem ao consumidor que deseja unicamente produtos novos. A estrutura de negócios e de precificação terá que ser reavaliada, uma vez que o público tem procurado mais por produtos duráveis, sustentáveis e que possam ser revendidos.

5. A geração longeva

As pessoas estão vivendo mais e melhor. E as marcas precisam estar atentas a essa demanda crescente. Os países desenvolvidos – dos EUA ao Japão – reconhecem que é difícil lidar com o envelhecimento da população e com as grandes mudanças que acontecem na distribuição de renda. De acordo com a ONU, essa questão causará a transformação social mais significativa do século 21, com implicações em todos os setores da sociedade.
Nestes países, os consumidores mais velhos, apesar de se sentirem ignorados ou negligenciados, têm um poder de compra muito maior do que o dos consumidores jovens. De acordo com os dados de pesquisa realizada pelo International Longevity Centre, as pessoas com mais de 50 anos no Reino Unido gastam um total de 314 bilhões de libras por ano, o que equivale a aproximadamente 43% do total do gasto doméstico em consumo de produtos. Mesmo assim, a pesquisa apontou que 85% das pessoas com mais de 55 anos acham que a sua marca favorita "não as compreendem" ou não compreendem as suas necessidades.
Esta é uma oportunidade importante para os varejistas, afinal, basta fazer alguns ajustes no espaço da loja para receber bem esse grupo demográfico. Remover barreiras físicas e melhorar a mobilidade – instalando rampas e alargando corredores e entradas, por exemplo – pode ter um impacto positivo nas vendas.
Além disso, o relacionamento de pessoas mais velhas com a tecnologia tem se tornado cada vez mais próximo: é importante lembrar que hoje em dia muitas pessoas mais velhas usam smartphone. Nos EUA, um estudo realizado pela Pew Research apontou que 67% dos indivíduos da Geração Boomer possuem dispositivo móvel. E já que essa é uma tendência que só tende a se intensificar, as marcas e os varejistas devem lembrar de pensar nas necessidades desse público consumidor ao desenvolverem e oferecerem seus produtos e experiências digitais.

6. Fim da posse

Não é sobre ter é sobre viver. A economia compartilhada ganha forças em um cenário que os consumidores estão mais abertos a experimentarem e as marcas precisam entender a dinâmica deste novo mercado.
As pessoas estão deixando de gastar em coisas para investir em experiências. E isso tem sido notado. O processo de descoberta de produtos também parece ter mudado para sempre: os consumidores de hoje deixam de "ir às compras", mas ao mesmo tempo, nunca deixam de fazer compras, já que estão sempre conectados a aplicativos móveis e ao Instagram. Os varejistas têm abordado esse problema por meio de estratégias que visam transformar a vontade de comprar de um produto pela necessidade de possuir pela vontade de comprar um produto pelo prazer da experiência – o que permite criar um tipo de memória.
Os fatores que impulsionam o mercado consumidor revelam que as pessoas não estão em um momento tão positivo e que se sentem cada vez mais ansiosas, desconectadas e pressionadas pelo tempo. Há uma grande oportunidade para os varejistas que criarem produtos, experiências e serviços capazes de adicionar valor real à vida do consumidor (e que também possam ser compartilhados nas redes sociais).
E a pergunta que fica: sua marca está preparada para se comunicar e ser relevante para esses consumidores?


Referências

* Mc Kinsey apontou em pesquisa que a próxima geração de supermercados pode fazer com que a carga horária dos trabalhadores seja reduzida em dois terços.

SOBRE A WGSN
A WGSN é líder mundial em tendências e previsões. Suas soluções incluem: previsão de tendências de moda e estilo de vida, análise de dados, validação de produtos por fontes colaborativas online e serviço de consultoria especializada. A WGSN se foca em ajudar seus clientes a conquistarem um sucesso ainda maior. Alguns dos negócios mais criativos e inovadores do mundo utilizam as soluções da WGSN – desde marcas multinacionais até designers independentes. Mais de 92% dos seus clientes dizem que continuam a confiar na consultoria ano após ano, pois o serviço dela melhorou a lucratividade e o conhecimento deles para entrar em novos mercados com confiança.
  • 80% dos negócios que utilizam soluções de tendências escolhem a WGSN;
  • Mais de 350 especialistas, com clientes em 86 países;
  • Mais de 6.000 clientes corporativos confiam em nossas soluções;
  • Mais de US$ 20 milhões de investimento anual em produtos.
  • Mais informações em: http://www.wgsn.com/pt/
Edelman

Cidades mais arborizadas

Em 2018, a MRV fez o plantio de mais de 137 mil árvores. Em Pernambuco, foram plantadas mais de 3.500 mudas

Imagine realizar 55.574 viagens de carro entre as cidades brasileiras de Oiapoque e Chuí. Esse número equivale a quase 54 mil toneladas de CO2 removido da atmosfera devido ao plantio de 137.044 mudas de árvores realizado pela MRV em 2018. Dessas, 3.357 foram plantadas em Pernambuco, onde a construtora atua nas cidades do Recife, Jaboatão dos Guararapes, Paulista, Camaragibe e Caruaru. Os demais estados do Nordeste somaram 13.647 mudas, enquanto o Sudeste teve 61.463, Centro Oeste, 28.459 e Sul, 21.969. Já o Norte recebeu 8.149 plantios. Ao todo, a construtora investiu mais de R$21 milhões nesse projeto.
Segundo Jose Luiz Esteves da Fonseca, gestor executivo de Segurança, Saúde e Meio Ambiente (SSMA) da MRV, a construtora tem como diretrizes a responsabilidade ambiental e a melhoria da infraestrutura na vizinhança de suas obras. O plantio de árvores, realizado desde 2010, faz parte de uma série de ações com esses objetivos. “A MRV tem como parte de seu processo a preservação das áreas verdes nativas existentes no entorno de seus empreendimentos e a implantação de ambientes mais arborizados. Em oito anos mais de 1 milhão de árvores foram semeadas, sempre com o cuidado de privilegiar as espécies nativas adequadas ao clima e solo das cidades onde ocorrem os plantios. Para este ano esperamos plantar mais de 120 mil mudas”, completa

A MRV

Fundada em outubro de 1979, em Belo Horizonte, a MRV é líder nacional no mercado de imóveis econômicos e a primeira construtora da América Latina a oferecer energia fotovoltaica para seu segmento de atuação. Presente em mais de 150 cidades de 22 Estados e no Distrito Federal, a companhia tem como compromisso contribuir para o desenvolvimento e transformação social investindo nas comunidades onde atua, melhorando a qualidade de vida de seus habitantes. Somente nos últimos três anos, investiu mais de R$ 770 milhões em obras de infraestrutura, com a construção de parques, praças, escolas, creches, Unidades Básicas de Saúde, Estações de Tratamento de Esgoto, obras viárias, entre outros.  

Dupla Comunicação

Como o crescimento do PIB de 2018 reflete no mercado em 2019


Por José Pena, economista-chefe do Porto Seguro Investimentos

Com relação ao PIB de 2018, os números divulgados pelo IBGE confirmam as expectativas dominantes de um quadro de fraqueza do processo de recuperação da atividade ao final de 2018 e que parece se manter neste início de 2019. Se por um lado esses resultados mais recentes podem ser um reflexo defasado de condições financeiras mais apertadas (BRL mais depreciado, juros de médio e longo prazo mais elevados) que vigoraram entre maio e outubro do ano passado, a melhora dessas condições desde então (o BRL se moveu do patamar de quase 4,20 para 3,70 e os juros caíram quase 2 pontos percentuais) podem sugerir uma melhora na atividade ao longo dos próximos meses. Um ainda elevado grau de incerteza (ainda que menor do que o verificado em boa parte do ano passado), porém, pode manter empresários e consumidores numa postura cautelosa sobre suas decisões de investimento e consumo no futuro próximo, limitando o potencial de aceleração da economia nos próximos meses.

O especialista da Porto Seguro Investimentos está disponível para conceder entrevistas sobre estes e outros temas relacionados à economia

Porto Seguro Investimentos 

Nécessaire para o Carnaval

Veja as sugestões de produto Natura para cuidar da beleza durante a folia

O Carnaval é um dos feriados mais aguardados do ano e está logo aí! Para cair na folia sem se preocupar com a beleza (e ainda garantir um nécessaire enxuto e superequipado), a Natura sugere produtos para cuidados com o rosto e corpo. Tudo para você aproveitar os bloquinhos linda, leve e cheia de energia! Confira abaixo as sugestões de produtos Natura para levar na mala:


Brinque com as cores no make

Para acompanhar o ritmo do carnaval, a Natura preparou uma novidade nostálgica e lançou o Faces Batom Mágico (R$14,90) que pode ser usado como blush. A magia do batom está na cor; ele é verde mas fica rosa na boca e aumenta a pigmentação conforme as aplicações. Ele muda a intensidade conforme a quantidade de aplicações: quanto mais camadas, mais intenso é o rosa. Acabamento cremoso.



Carnaval é época de pintar e colorir o rosto todos os dias! Antes de dormir, não se esqueça de tirar toda a maquiagem e limpar a pele para evitar espinhas e oleosidade excessiva. A nova linha Faces Rosto, para limpeza e cuidados faciais, incentiva o uso de maquiagem sem medo. É só usar, ousar, tirar, cobrir e descobrir  para tirar a make e começar a próxima! Ela vem com Sabonete Gel para o Rosto (R$ 25,20), Demaquilante Líquido (R$ 26,20) e Máscara de Poros (R$ 27,40)

Hidrate o corpo e relaxe

Depois de um dia inteiro pulando carnaval, nada melhor do que tomar um bom banho para relaxar. O Desodorante Gel Creme Detox (R$ R$ 31,90), de Natura Tododia Folhas de Limão e Graviola, proporciona hidratação imediata, proteção e purificação da pele, pois possui a inovadora ação Detox Antipoluição e Antioxidante:  o produto forma uma barreira protetora contra partículas poluentes que podem agredir a pele, além de combater os radicais livres, moléculas produzidas no organismo que podem danificar as células e provocar o envelhecimento precoce da pele. Sua textura leve como um gel e ao mesmo tempo deliciosamente cremosa, é ideal para a automassagem – perfeito para um dia pós-folia.

Alivie a sensação de pés e pernas cansadas

Com textura inovadora de toque seco, o Gel Creme Desodorante para Pernas e Pés (R$ 54,00), de Natura Ekos, é ideal para uma massagem relaxante e alivia a sensação de cansaço das pernas e pés e, junto com a massagem, contribui para redução do inchaço da região, também hidratando a pele e deixando-a macia.

Todos os produtos citados acima podem ser encontrados por meio de uma Consultora Natura, na Rede Natura (rede.natura.net) ou nas Lojas próprias da Natura, em São Paulo, São Caetano do Sul, Ribeirão Preto, Alphaville São Paulo, Campinas e no Rio de Janeiro.

Sobre a Natura
Fundada em 1969, a Natura é uma multinacional brasileira de higiene e cosmética. Líder no setor de venda direta no Brasil, com mais de 1,7 milhão de consultoras, faz parte de Natura &Co, resultado da combinação entre as marcas Natura, The Body Shop e Aesop, com faturamento de R$ 9,9 bilhões em 2017. Foi a primeira companhia de capital aberto a receber a certificação B Corp no mundo, em dezembro de 2014, o que reforça sua atuação transparente e sustentável nos aspectos social, ambiental e econômico. É também a primeira empresa brasileira a conquistar o selo “The Leaping Bunny”, concedido pela organização de proteção animal Cruelty Free International, em 2018, que atesta o compromisso da empresa com a não realização de testes em animais de seus produtos ou ingredientes. Com operações na Argentina, Chile, Colômbia, Estados Unidos, França, México e Peru, os produtos da marca Natura podem ser adquiridos com as Consultoras, pelo Rede Natura, por meio do app, nas lojas próprias ou nas franquias “Aqui tem Natura”. Para mais informações sobre a empresa, visite www.natura.com.br.Para mais informações, visite www.natura.com.br ou acesse os perfis da empresa nas redes sociais: LinkedInFacebook e Instagram.

Dupla Comunicação

FunCast promove ação especial de Carnaval

Salas Instagramáveis estão disponíveis para visitação no Jardim Pamplona Shopping


A FunCast, exposição que chegou ao Brasil para proporcionar uma experiência inédita aos amantes do Instagram, está a todo o vapor para o Carnaval 2019! A partir desta sexta-feira (1), a FunCast irá distribuir máscaras carnavalescas aos clientes que chegarem ao local. Já os que forem vestidos a caráter também terão direito de pagar meia entrada (R$25). A ação acontece até terça-feira (5).
São mais de 25 ambientes interativos, inusitados e assinados por influenciadores e artistas. O evento traz ao público cenários para pessoas que buscam produzir conteúdo de destaque para serem compartilhados nas redes sociais. A FunCast une cores, texturas e sons e tem como tema principal "Broadcast YourSelfie" (Transmita sua selfie) que é apresentado em diferentes cenários com experiências sensoriais como #Dream (Sonhe), #Softness (Leveza), #Sweetness (Doçura), #Spring (Primavera), entre outros.
Entre os artistas e influenciadores digitais que assinam os projetos estão os youtubers PC Siqueira, responsável pela sala Neon, Neon, e Kim Rosa Cuca, que participou da concepção da instalação FunTub (Banheira Divertida), ambiente retrô no qual há uma banheira pink decorada com marshmallows, além da influenciadora, Rafa Kalimann que assina a sala #SharetheLight.
André Gola, diretor criativo da Almapp BBDO, também assina um espaço expondo versões dos seus famosos cartoons "Suadinho" e "O Escolhido". Além dos artistas Alemão, com seus balões de grafite em #UpintheAir e Mari Pavanelli, com as asas da natureza na #FunWings.
A produção do evento e a criação de todos os cenários temáticos ficou por conta da InCast (http://incast.me), líder no mercado de marketing digital. A InCast cria e gerencia campanhas com micros e grandes influenciadores digitais nas redes sociais como Instagram, YouTube e Facebook.
A exposição está sendo realizada no Jardim Pamplona Shopping e convida visitantes de todas as idades para curtir, tirar fotos e fazer vídeos em cenários deslumbrantes. Os ingressos variam de R$ 25 a R$ 50 e são vendidos na bilheteria do local ou pelo site da Tickets For Fun (www.premier.ticketsforfun.com.br/).
Serviço:

Jardim Pamplona Shopping
Rua Pamplona, 1704 – 3° Piso - Jardim Paulista
Terça à Sábado – 14h às 22h
Domingos e feriados – 12h às 20h

Index - Estratégias de Comunicação

Vai pegar a estrada no Carnaval? Confira 5 dicas para viajar com segurança

Especialista dá dicas para garantir um passeio sem surpresas e seguro


Divulgação/Pexels


Divulgação/Pexels

Neste período de festas, é muito comum a família se reunir para aproveitar o feriado ou as férias e escapar do caos da cidade grande, fugir da rotina para descansar. Milhões de brasileiros pegam a estrada e partem para a praia, serra ou até mesmo a casa de algum parente no interior.
Mas antes da viagem, é importante ficar atento a alguns detalhes para evitar dores de cabeça. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil é o 4º país com mais mortes no trânsito na América. O gerente de negócios frota da ValeCard, Leandro Ferraz, mostra 5 dicas para viajar com segurança e garantir uma viagem tranquila. Confira:

1- Faça a revisão do seu carro com antecedência

É importante sempre checar o nível de água e óleo, o funcionamento dos freios, dos faróis e da suspensão, o estado dos pneus, a parte elétrica, com as luzes de freios, piscas, lanterna, faróis e painel e o nível do tanque de combustível, além dos documentos do carro e da habilitação.

2- Cuide-se: Alimente-se bem e esteja descansado

Dê preferência a comidas leves e evite alimentos que você não tem o costume de comer. E vale aquele alerta de sempre. Nunca beba e dirija. Também é importante descansar. Dirigir cansado ou com sono é tão perigoso quanto estar alcoolizado. Se for o caso, pare o carro e descanse.

3- Use o cinto de segurança

O uso do cinto de segurança é obrigatório para todos os ocupantes do veículo. Em caso de acidentes, o cinto pode ajudar a salvar vidas.

4- Respeite os limites de velocidade

Muitos acidentes acontecem porque motoristas não respeitam os limites de velocidade ou tentam fazer ultrapassagens perigosas. Lembre-se. É melhor ir mais devagar e chegar inteiro do que acelerar seu veículo e correr riscos.

5- Dirija com segurança

Mantenha sempre a distância de segurança para evitar acidentes com freadas bruscas. Para ter tempo de reação, o ideal é ter 3 segundos para o carro da frente. Use também os avisos de luz e lembre-se que o uso de faróis é obrigatório na estrada. Por último, não jogue lixo pela janela. Além da falta de educação, a atitude ainda pode causar acidentes.

Sobre a ValeCard
A ValeCard é uma instituição 100% nacional que está entre as maiores empresas de meios de pagamento eletrônicos do Brasil, a ValeCard oferece soluções completas e integradas para Gestão de Frotas, Benefícios e Financeira. Desde 1995 no mercado e atuando em todo o território nacional, a empresa está entre as três maiores empresas de gerenciamento de frotas do país e entre as 100 empresas mais inovadoras no uso de TI. Com mais de 3 milhões de cartões emitidos pelo Brasil, a ValeCard conta com mais de 115 mil estabelecimentos credenciados. Para atender a demanda, possui 5 regionais e 12 filiais e mais de 1 mil funcionários entre diretos e indiretos.
http://www.valecard.com.br

Economídia

Projeto de aquicultura da Embrapa agora tem Comitê Assessor Externo


Foto: Clenio Araujo

Foi instaurado em Brasília na última terça-feira, 26 de fevereiro, o Comitê Assessor Externo do projeto BRS Aqua, que vem trabalhando com quatro espécies importantes para a aquicultura brasileira, é coordenado pela Embrapa e conta com diversos parceiros, tanto públicos como privados. Esse comitê é formado por representantes de instituições com atuação direta no mercado, como a Associação Brasileira de Criadores de Camarão (ABCC) e a Associação Brasileira da Piscicultura (Peixe BR).
Entre as atribuições do grupo, estão aconselhar o Comitê Gestor do projeto no sentido de facilitar a transferência de inovações tecnológicas (nas formas de produtos e processos) para o setor produtivo e indicar possíveis parcerias com organizações públicas ou privadas que aumentem a sinergia entre as instituições executoras do BRS Aqua e o ambiente externo. É um comitê de caráter consultivo que acompanhará o desenvolvimento dos trabalhos previstos pela equipe do BRS Aqua, sugerindo eventuais ajustes que contribuam para a melhoria do projeto.
Um dos membros do grupo é Eduardo Ono, da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). Ele vê duas frentes de colaboração com o BRS Aqua: “a primeira delas é na própria organização dessa governança do projeto; essa interlocução, os mecanismos, como fazer, como prestar contas à sociedade civil tendo a gente como um dos porta-vozes desse processo, divulgação de resultados, uma série de coisas”. Eduardo segue afirmando que “a outra frente é no aspecto técnico dos projetos de pesquisa em si. A ideia é que a gente possa colaborar, reunindo com cada líder dos componentes (são oito Projetos Componentes ao todo) pra que a gente possa, de fato do ponto de vista já mais técnico dos assuntos em pauta, colaborar de alguma forma pra que a gente não perca o foco final de todo esse processo, que é dar mais competitividade pro setor brasileiro”.
Também membro do comitê, Diego Duque é do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), principal financiador do BRS Aqua. “A gente está entendendo que o projeto está andando de forma adequada. Continuamos fazendo alguns ajustes no sentido de mostrar pra sociedade o que vai ser entregue a ela. A gente está satisfeito que os pesquisadores, a equipe toda envolvida da Embrapa está entendendo esse nosso compromisso em mostrar pra sociedade a importância do projeto”, explica.
Além do BNDES, financiam os cerca de R$ 57 milhões nos quatro anos do projeto a Secretaria de Aquicultura e Pesca (SAP), órgão ligado ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), e a própria Embrapa. João Crescêncio Marinho é o secretário adjunto da SAP: “o BRS Aqua é um projeto bastante importante. Desde 2015, a SAP apoia esse projeto. A importância da pesquisa, da inovação tecnológica para a aquicultura é primordial pra gente poder efetuar ações de políticas públicas. Todos os projetos (chamados PCs – Projetos Componentes) são bastante importantes no nosso conhecimento, no nosso ver”, afirma.
Embrapa e parceiros – O BRS Aqua tem mais de 50 parceiros públicos e mais de 10 privados. A liderança do projeto é de Lícia Lundstedt, pesquisadora da Embrapa Pesca e Aquicultura (Palmas-TO). Segundo ela, “o Comitê Assessor, previsto desde a concepção do BRS Aqua, é um comitê consultivo, cuja premissa é apoiar no balizamento de decisões estratégicas do Comitê Gestor. As instituições que o compõem, e que representam significativamente o setor aquícola no país, acompanharão a execução das ações previstas no projeto”. Ela reforça as atribuições do grupo, dizendo que “este acompanhamento periódico auxiliará, quando pertinente e em atendimento à segurança da informação, na identificação e em oportunidades de parcerias com organizações públicas e privadas, de modo a aumentar a sinergia existente entre as Unidades da Embrapa executoras do projeto e o ambiente externo. Espera-se ainda que esse acompanhamento facilite o processo de transferência das inovações tecnológicas na forma de produtos e processos para o setor produtivo”.
Miriam Eira é pesquisadora e trabalha com articulação de redes na Secretaria de Pesquisa e Desenvolvimento da Embrapa, sediada em Brasília-DF. Sobre a contribuição do comitê para o projeto, ela entende que “a questão principal que eles trazem é a visão externa do desafio de inovação e eles nos ajudam principalmente a avaliar se as respostas que a gente está tentando obter pra resolver esses desafios estão corretas ou se esses desafios estão bem colocados”. Para a pesquisadora, “é muito interessante você trabalhar junto com o setor produtivo; não só porque ele ajuda na questão do recurso, mas também ele ajuda que a gente ande no funil de inovação e chegue bem mais longe, bem mais fundo nesse funil porque ele está lá na ponta puxando a gente”. Dessa maneira, um projeto como o BRS Aqua conta, além do aval técnico-científico proporcionado pela Embrapa e seus parceiros, com um aval de mercado, conferido pelo grupo recentemente instaurado.
Cabe ao chefe geral da Embrapa Pesca e Aquicultura a responsabilidade de presidir o Comitê Assessor Externo do projeto. Atualmente, esse papel está sendo desempenhado por Alexandre Freitas. Ele reforça que “a ideia do Comitê Assessor é ser um colegiado que ajude no balizamento do Comitê Gestor no âmbito estratégico do projeto. Seja de ajustes, seja da própria execução, de ações de comunicação e transferência de tecnologia que são importantes, da viabilização de parcerias para possibilitar negócios com as tecnologias que estão sendo desenvolvidas e não aguardar por exemplo que todos os ativos sejam entregues para, a partir daí, se pensar num processo de transferência de tecnologia”. Ele completa acrescentando: “e obviamente dar eco a uma discussão, às demandas que os setores trazem que, muito provavelmente, não serão todas atendidas pelo projeto. Mas que o projeto também pode criar uma condição de solução – ou abrindo outras possibilidades de projeto, ou articulando com instituições”.
O BRS Aqua possui forte caráter estruturante nas diferentes Unidades da Embrapa envolvidos. Lícia explica que “um dos principais objetivos do projeto é ampliar a capacidade instalada de pesquisa científica e tecnológica em aquicultura na Embrapa, seja para atender as ações previstas neste projeto, seja para atender ações futuras e demandas do setor de aquicultura”. E detalha: “atualmente, a estrutura física (sobretudo laboratórios e campos experimentais) na área de aquicultura na Embrapa é insuficiente. Dada a crescente importância do tema na empresa, é necessário que essa estrutura seja ampliada para que haja melhores condições de desenvolver as pesquisas e, assim, colaborarmos de maneira ainda mais efetiva com o crescimento da aquicultura brasileira. O projeto vem, em boa medida, nesse sentido de permitir a ampliação e a modernização dessa infraestrutura, espalhada por diversos centros de pesquisa da Embrapa”.
Sobre a infraestrutura que deve ser aprimorada por meio do projeto, Eduardo Ono, da CNA e membro do Comitê Gestor, concorda e acrescenta um desdobramento esperado. “Essa estruturação das Unidades de pesquisa da Embrapa é fundamental. Agora, o que nós precisamos realmente de garantias no futuro, dentro desse projeto, é que outras entidades em colaboração possam ter acesso a toda essa infraestrutura moderna que está sendo criada”, afirma.
Sobre o projeto – O BRS Aqua envolve mais de 20 Unidades da Embrapa, cerca de 270 empregados da empresa e recursos financeiros da ordem de quase R$ 45 milhões do Fundo Tecnológico do BNDES / Funtec, R$ 6 milhões do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (que estão sendo executados pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, o CNPq) e, como contrapartida, R$ 6 milhões da própria Embrapa. Em termos percentuais, cerca de 10% de todo o valor a ser investido no projeto refere-se a bolsas para capacitação de mão-de-obra qualificada no setor e outros 40% a melhorias em termos de infraestrutura.
O projeto, intitulado “Ações estruturantes e inovação para o fortalecimento das cadeias produtivas da aquicultura no Brasil”, trabalha com quatro espécies que estão em diferentes estágios de evolução em termos de cadeia de valor no Brasil: a tilápia; o tambaqui; o camarão marinho; e o bijupirá. Hoje no Brasil, em termos numéricos o peixe mais cultivado é a tilápia e o peixe nativo mais cultivado é o tambaqui. O BRS Aqua está buscando refinar tecnologias para tilápia e camarão marinho, gerar pacote tecnológico para tambaqui e preencher lacunas de conhecimento para bijupirá.

Confira abaixo a composição do Comitê Assessor Externo do BRS Aqua:

Presidência: Chefe geral da Embrapa Pesca e Aquicultura (atualmente Alexandre Freitas)

Secretária Executiva: Líder do projeto Lícia Maria Lundstedt

Fundação Eliseu Alves (FEA)

Titular: Suelma Cardoso Martins; Suplente: Clebia Sobrinho de Oliveira

Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES)

Titular: Artur Milanez; Suplente: Diego Duque

Secretaria de Aquicultura e Pesca (SAP/Mapa)

Titular: Juliana Lopes Silva; Suplente: Shayene Agatha Marzarotto

Associação Brasileira da Piscicultura (Peixe BR)

Titular: Francisco Medeiros

Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA)

Titular: Eduardo Akifumi Ono; Suplente: Lilian Azevedo Figueiredo

Associação Brasileira de Criadores de Camarão (ABCC)

Titular: Cristiano Maia; Suplente: Antônio Albuquerque

Suporte interno na Embrapa:

Diretoria Executiva de Pesquisa e Desenvolvimento (DE-PD);

Secretaria de Pesquisa e Desenvolvimento (SPD);

Secretaria de Inovação e Negócios (SIN);

Secretaria de Inteligência e Relações Estratégicas (Sire);

Presidente do Portfólio de Aquicultura.

Clenio Araujo (MTb 6.279/MG) 
Embrapa Pesca e Aquicultura 

Minecraft une gerações em sala de aula

Jogo de construção com blocos alia tecnologia e diversão dos games a conteúdo de disciplinas

Os games estão cada vez mais presentes no ensino e em sala de aula e uma prova disso é o MinecraftEdu, versão pedagógica do jogo de construção Minecraft – adquirido pela Microsoft em 2014. A Rede Marista de Colégios (RMC) adotou a ferramenta em 2019 e em Chapecó (SC) os professores passaram por um treinamento diferente, com apoio do conhecimento de quem domina a técnica como ninguém: os alunos.


Durante a semana de reunião pedagógica e formação, no início do ano letivo, os professores do Colégio Marista São Francisco, em Chapecó, conheceram o conceito do jogo, feito de blocos cúbicos que podem ser colocados em qualquer lugar para construir estruturas. O jogo ainda exercita a colaboração no ambiente virtual para construir mundos de acordo com a imaginação. Na hora da prática, no entanto, foram os alunos que explicaram o funcionamento, movimentação e possibilidades do game. Marcia Maria Rosa, diretora do colégio, acredita que a interação entre gerações e a troca de conhecimentos são experiências importantes para todos os envolvidos. “O processo de ensino-aprendizagem é de fundamental importância nesse intercâmbio e enriquece tanto o aluno como o professor, ainda mais quando os papeis sã alterados”.
O protagonismo do aluno e a liberdade de explorar questões ao longo do caminho, algo que o uso do MinecraftEdu traz para a sala de aula, são só alguns dos benefícios da inovação tecnológica no ensino. “O livro e o professor deixam de ser os detentores da informação e se tornam facilitadores, capazes de ampliar os caminhos de aprendizado dos estudantes, que por sua vez, podem exercitar a curiosidade e a autonomia”, explica Marcia.
Na opinião da diretora Marcia, uma das grandes vantagens quando se trabalha com o Minecraft é o aprendizado mútuo. “A educação precisa estar aberta, constantemente, aos avanços científicos e culturais para não acabar sendo um universo defasado da realidade. Os elementos centrais da educação são o educador e o educando, com apoio das mais diversas ferramentas disponíveis”, conclui.
A ideia de explorar o Minecraft na escola surgiu de um grupo independente de professores e programadores que criaram, em 2011, o MinecraftEdu, versão do jogo atualmente utilizada nas escolas. Com a adoção da plataforma em mais de 40 países, a Microsoft adquiriu o MinecraftEdu em janeiro de 2014.
Sobre a Rede Marista de Colégios
A Rede Marista de Colégios (RMC) está presente no Distrito Federal, Goiás, Paraná, Santa Catarina e São Paulo com 18 unidades. Nelas, os mais de 25 mil alunos recebem formação integral, composta pela tradição dos valores Maristas e pela excelência acadêmica alinhada ao mercado. Por meio de propostas pedagógicas diferenciadas, crianças e jovens desenvolvem conhecimento, pensamento crítico, autonomia e se tornam mais preparados para viver em uma sociedade em constante transformação. Saiba mais em www.colegiosmaristas.com.br

Luiza Lafuente - Pg1

Confira conteúdos especiais sobre o Carnaval 2019 no Twitter Brasil

Programação dos principais circuitos de Salvador será transmitida pelo perfil da TVE Bahia;
Claudia Leitte também levará vídeos exclusivos para a plataforma


A folia tão esperada por milhões de brasileiros está se aproximando e, para que todos possam acompanhar os desfiles dos blocos dos principais circuitos de Salvador, além de conteúdos exclusivos e conversas em torno do Carnaval, o Twitter contará com transmissões ao vivo da TVE Bahia (@tvebahia) e vídeos especialmente criados para a plataforma da cantora Claudia Leitte (@ClaudiaLeitte).
O perfil da TVE Bahia (@tvebahia) fará a cobertura completa ao vivo dos principais circuitos do Carnaval de Salvador - Barra-Ondina, Campo Grande e Pelourinho. A transmissão será apresentada por Maíra Azevedo (@tiamaoficial), Rita Batista (@ritabatistacom), Vânia Dias, Wanda Chase e Jhonatã Gabriel (@JhonataGabriel), e as atrações são para todos os gostos - de Daniela Mercury (@danielamercury), Ivete Sangalo (@ivetesangalo) e Bell Marques (@BellMarques), a Anitta (@Anitta), Pabllo Vittar (@pabllovittar) e Major Lazer (@MAJORLAZER), passando pelo Ilê Aiyê (@BlocoIleAiye) e o grupo Filhos de Gandhi (@banda_gandhy), entre muitos outros.
Qualquer pessoa poderá acompanhar os desfiles dos blocos em tempo real pelo perfil @tvebahia na quinta-feira (28/2), das 17h às 2h da manhã; sexta-feira (01/3), das 15h30 às 2h da manhã; sábado (02/3), das 16h às 4h da manhã; e domingo (03/3), segunda-feira (04/3) e terça-feira (05/3), das 12h às 2h da manhã (horário de Brasília).
Além disso, o perfil da cantora Claudia Leitte (@ClaudiaLeitte) trará conteúdos especiais para este Carnaval. Os fãs da cantora poderão conferir os melhores momentos das apresentações de Claudinha durante o feriado na Bahia e em São Paulo.
Curadoria
Para reunir as conversas sobre os dias de folia e facilitar que as pessoas encontrem e comentem sobre o que está acontecendo em torno do Carnaval 2019, o Twitter criou três páginas especiais com conteúdos relacionados ao evento: uma dedicada aos desfiles das escolas de samba de São Paulo, uma para os do Rio de Janeiro e outra voltada às conversas sobre os trios elétricos de Salvador. Nelas será possível navegar entre Tweets curados com um resumo das conversas sobre a data, comentários em destaque (Tweets relevantes a respeito das festas) e as postagens mais recentes, atualizadas em tempo real conforme forem sendo publicadas na plataforma. Chamadas com os links para a página especial poderão ser visualizadas na aba Explorar - logo na parte de cima ou na sessão "O que está acontecendo" - ou ainda no topo da página inicial do Twitter, de acordo com o interesse do usuário pelo tema.
Também serão feitas curadorias de Tweets com histórias e conversas curiosas relacionadas à data, incluindo blocos e festas de rua, celebridades e fantasias.
Emoji
O Twitter também criou um emoji especial para a hashtag #MeuHitDoCarnaval. O intuito é incentivar que as pessoas digam qual é a música que elas acham que vai ser o grande destaque da folia em 2019.


Sobre o TwitterO Twitter mostra o que está acontecendo no mundo agora e o que as pessoas estão falando neste exato momento. De últimas notícias e entretenimento a esportes e interesses cotidianos, incluindo conteúdos ao vivo, é possível encontrar todos os lados de uma mesma história nas conversas em que todos estão convidados a participar. Disponível em mais de 40 idiomas em todo o mundo, o serviço pode ser acessado via twitter.com e dispositivos móveis. Para mais informações, visite about.twitter.com, siga @Twitter e baixe os aplicativos do Twitter e do Periscope via twitter.com/download e periscope.tv.

Twitter / FSB Comunicação