quinta-feira, 9 de agosto de 2018

Chatbots da Nama já passaram 152 mil horas conversando com humanos

Números foram divulgados pelo CEO da empresa, Rodrigo Scotti, durante o SuperBots Experience, que reuniu fundadores e diretores das maiores desenvolvedoras e fornecedoras de bots e inteligência artificial do Brasil

São Paulo, agosto de 2018 - Nesta quarta-feira (8), o CEO da Nama, Rodrigo Scotti, participou do painel "O desenvolvimento do mercado brasileiro de bots", que reuniu CEOs das principais empresas de chatbots do Brasil para discutirem o atual cenário do mercado brasileiro e as tendências para o seu futuro. O debate foi moderado pelo Fernando Paiva, diretor editorial do Mobile Time, e faz parte do SuperBots Experience, principal evento do setor, realizado em São Paulo.
A história dos chatbots no Brasil se conecta intrinsecamente à da Nama. A startup paulista foi a primeira empresa do país a desenvolver, ao final de 2014, uma tecnologia proprietária em inteligência artificial para robôs de atendimento. Desde então, já foram mais de 30 chatbots desenvolvidos, que trocaram 146 milhões de mensagens em um total de oito milhões de atendimentos, totalizando 152 mil horas de conversa, o equivalente a 25 anos inteiros. Hoje a Nama opera em diferentes verticais de negócios e tem clientes dos segmentos de varejo, bancos, tecnologia, indústria e serviços públicos.
Recentemente, a Nama também expandiu além-mar, sendo a única startup brasileira selecionada pelo programa de empreendedorismo canadense Creative Destruction Lab e apresentou seu modelo de negócios no Machine Learning and Marketing For Intelligence, um dos eventos mais importantes do mundo para o setor.
O SuperBots Experience continua nesta quinta-feira (9). Ao todo serão 38 palestrantes ao longo de dois dias de evento, distribuídos entre painéis com debates e palestras individuais. Também farão apresentações executivos de empresas como Google, Oi, TIM, Nubank, Habib's, Banco Original, Unimed-Fesp, Hotel Urbano, Opinion Box, dentre outras. O evento terá ainda a apresentação dos dados da segunda edição do Mapa do Ecossistema Brasileiro de Bots, relatório produzido por Mobile.

Sobre a Nama

Pioneira no desenvolvimento de Inteligência Artificial aplicada aos negócios no Brasil, a Nama conta com um sistema próprio de processamento de linguagem natural (NLP) e aprendizado de máquina para robã de atendimento. Seja qual for o canal, sua plataforma de chatbots automatiza serviços e tarefas, descomplicando o atendimento ao cliente. Mensalmente, os bots da Nama trocam cerca de 10 milhões de mensagens, resolvendo problemas complexos, melhorando a qualidade da comunicação e estabelecendo conexões emocionais. Ao descomplicar a IA, aproximando empresas e consumidores de um amanhã cada vez mais presente, a Nama propicia ganho de escala, redução de custos, aumento da rentabilidade e geração de valor para grandes companhias e entidades de diversos setores. No quarto trimestre de 2017, a Nama triplicou sua base de clientes. Fundada por Rodrigo Scotti, a empresa foi, ainda, a única brasileira selecionada para o Creative Destruction Lab (CDL), renomado programa canadense de empreendedorismo.

SEVEN PUBLIC RELATIONS

0 comentários:

Postar um comentário