segunda-feira, 20 de setembro de 2021

Hospitais Latino-Americanos recebem certificação para aumentar a qualidade do tratamento de AVC com suporte da RapidAI

 A parceria exclusiva oferece aos centros avançados de AVC certificados acesso à plataforma de inteligência artificial Rapid® por um ano, bem como programas de treinamento exclusivos

São Paulo, 20 setembro de 2021 – A RapidAI, líder global em análise de imagens cerebrais (neuroimagem) que revolucionou o processo de tomada de decisão clínica e fluxo de trabalho do AVC, parabeniza os hospitais Albert Einstein, Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto, Hospital Moinhos de Vento e o Hospital São José Joinville na mais recente certificação concedida pela Organização Mundial de AVC (WSO) e pela Sociedade Ibero-americana de Doenças Cerebrovasculares (SIECV).
As instituições foram certificadas oficialmente pela WSO e pela SIECV Ibero-americana nesta segunda-feira em reunião do Board Review por apresentarem os critérios de qualidade internacional no cuidado ao paciente.
Como parceira exclusiva em neuroimagem neste projeto da WSO/SIEVC, a RapidAI oferece uma combinação da sua plataforma de análise de imagens de AVC alimentada por inteligência artificial e um programa de treinamento exclusivo para cada tipo de certificação, ajudando os hospitais na América Latina a atender aos restritos critérios para cada nível de certificação definido pelo WSO, e, dessa forma, aprimorar o atendimento dos pacientes.
“Com o Programa de Certificação, garantimos acesso completo a ferramentas que comprovadamente qualificam os serviços, diminuindo mortalidade e sequelas desta doença tão devastadora. Representantes dos Centros de AVC acessam a plataforma e autoavaliam seus hospitais. Se estiverem aptos para a certificação, eles precisam enviar documentos para análise prévia e passar por uma visita presencial. Por fim, os resultados são avaliados posteriormente por experts internacionais, que concedem a certificação”, explica a presidente eleita do Centro de AVCs, Dra Sheila Martins. 
O Dr. Greg Albers, professor de neurologia da Universidade de Stanford, diretor do Centro de AVC de Stanford e cofundador do RapidAI, espera que o programa continue a ajudar os profissionais da saúde a basear suas recomendações em evidências científicas e ter medidas de desempenho claras para criar um ambiente de melhoria contínua da qualidade. 
“Os hospitais estão sempre procurando melhorar a capacidade de diagnóstico e aumentar a eficiência das unidades de AVC. Com a plataforma da Rapid, podemos fazer isso com mais precisão e eficácia. Já vimos uma melhora em nossos resultados e isso também se reflete na melhoria da qualidade de vida dos pacientes de AVC”, observou ele.
Presente em mais 1.800 hospitais em 60 países, a RapidAI é a plataforma de imagem cerebrovascular avançada mais amplamente usada para atendimento ao paciente de AVC, pesquisa e ensaios clínicos em todo o mundo, com planos de apoiar a certificação de mais de 100 centros avançados de AVC em toda a América Latina no próximo ano.
"Uma em cada quatro pessoas terá um AVC ao longo da vida. Então contar com uma tecnologia tão inovadora como a RapidAI é realmente um diferencial no cuidado dos pacientes na América Latina. Temos muito orgulho de apoiar um número cada vez maior de hospitais que investem em certificação e adotam as melhores práticas. Queremos apoiá-los em todo esse processo de referência no atendimento ao paciente”, disse Renato Cunha, VP de Vendas e Operações LATAM da RapidAI.
 
Sobre a RapidAI - Líder global em análise de imagens cerebrais, a RapidAI oferece, há mais de 20 anos, recursos e oportunidades para atender e melhorar a qualidade de vida dos pacientes portadores de doenças vasculares em condições de risco de vida. Presente em mais de 60 países e 1.800 hospitais, a empresa desenvolve soluções inovadoras e software de neuroimagem comprovadas para os profissionais de saúde em todo o mundo para identificar e diagnosticar com sucesso doenças vasculares.
Para mais informações, visite www.rapidai.com ; http://www.globalstrokealliance.com/pt/certificacao/
Fundamento RP

Cirurgia combinada: Entenda o que é e quais são recomendadas

 Não são todas as cirurgias que possibilitam a combinação entre si; Uma das técnicas mais indicadas são as menos invasivas, como a lipofracionada, afirma o médico membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica


A cirurgia plástica combinada é uma boa alternativa para quem deseja realizar mais de um procedimento de uma única vez, podendo ser realizadas, bem como o nome diz, com a combinação entre dois e até três cirurgias em um único dia. A técnica pode ocorrer em diferentes partes do corpo: abdômen, glúteos, mamas, dentre outras, porém as combinações entre os procedimentos devem ter equilíbrio e ‘conversar’ entre si.
"Para escolher as cirurgias que podem ser combinadas é preciso considerar o nível de complexidade, tempo e também as áreas do corpo. Os procedimentos mais indicados para este tipo de cirurgia são aqueles menos invasivos. Posso citar como exemplo a união da lipofracionada - que é a técnica minimamente invasiva para a retirada de gordura - com outras cirurgias", explica o médico membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, Dr. Victor Cutait.
Além disso, o Conselho Federal de Medicina (CFM) determina que a combinação cirúrgica não deve ultrapassar a modificação de mais 40% de extensão corporal em um único procedimento. Isso porque operações em áreas muito extensas aumentam os riscos de complicação.
Possíveis cirurgias combinadas
Não são todas as cirurgias que possibilitam a combinação entre si, seja na hora de realizar ou até na recuperação. Segundo Cutait, como citado acima, um bom resultado de combinação é a lipofracionada com outros procedimentos, já que a técnica é realizada em etapas e com anestesia local, o que permite um menor trauma cirúrgico e uma recuperação mais rápida, comparada com a lipoaspiração comum.
Tais vantagens da lipofracionada facilitam a união de outras cirurgias no mesmo dia, dentre elas no abdômen e também a retirada de excesso de pele. Confira:
Mini abdômen e lipofracionada. A vantagem de realizar as cirurgias de abdômen ou mini-abdômen (parte inferior da região) juntamente com a lipofracionada é que a lipo retira o excesso de gordura, mas, em alguns casos, não soluciona a flacidez. Já a mini-abdominoplastia corrige esse problema. Assim, as duas cirurgias se complementam, proporcionando uma área mais definida, explica o médico.
Além disso, essas duas combinações também podem acompanhar a cirurgia nas mamas, realizando a mastopexia - procedimento para levantar ou modificar a forma das mamas. A união das três cirurgias pode ser indicada para todas as mulheres que desejam melhorar a relação com o espelho, inclusive para aquelas que tiveram filhos. Mas o médico alerta: "É ideal que, neste caso, as cirurgias sejam realizadas apenas após 6 meses do parto. Entretanto, esse tempo pode variar de acordo com a saúde da mulher", esclarece.
Remoção de excesso de pele e lipo. A retirada de excesso de pele nos braços e na coxa, chamado dermolipectomia, também pode incluir a lipofracionada em um único dia de cirurgia. "O primeiro procedimento elimina o excesso de pele, seja do braço ou da coxa - muito comum após perda de peso- e proporciona um contorno mais natural e menos flácido. Já a lipofracionada retira pequenos pontos de gordura, esculpindo a região", destaca Cutait.
Micro lifting facial com lipo de papada. Já estes dois procedimentos na face também harmonizam em conjunto. "Enquanto o micro lifting reduz as principais rugas do rosto e pescoço, além de reduzir a flacidez da pele, a lipo de papada retira a gordura do queixo, mandíbula e também na parte superior do pescoço, modelando o rosto de forma equilibrada", destaca o profissional.
Quais os benefícios da cirurgia combinada?
Além do aumento de autoestima e confiança, as vantagens incluem a recuperação simultânea entre duas ou mais regiões, sendo assim, mais rápida. O que permite apenas um único período de descanso e pós-operatório.
Desta maneira, o paciente não se expõe aos possíveis riscos da operação duas ou três vezes. Muito pelo contrário. O médico lembra que, desde que a operação seja bem planejada, o resultado tende a ser um sucesso.
Como também, a cirurgia combinada oferece economia financeira, pois o investimento é único nos custos da operação, nos quais incluem: internação, anestesia, medicamentos para o pós-operatório e outros gastos.
E para quem é indicado?
O bom estado de saúde é fundamental para a execução de cirurgias combinadas. Assim, os exames pré-operatórios são primordiais para o médico cirurgião avaliar a condição do paciente e quais procedimentos serão mais seguros.
Victor Cutait possui graduação em Medicina pela Faculdade de Medicina de Marília (2001) com especialização em cirurgia plástica pelo Instituto Brasileiro de Cirurgia Plástica, em São Paulo. Ele é membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), professor de cirurgia plástica da Universidade Nove de Julho (UniNove) e dirige a Clínica Cutait Cirurgia Plástica, especializada em Cirurgia Plástica, Dermatocosmiatria e Fisioterapia Dermatofuncional. O médico cirurgião é pioneiro em lipoaspiração fracionada no Brasil.

Digital Trix

Dia do Sorvete: Conheça sua história e saiba onde pedir em Curitiba


• Data é celebrada em 23/10

• Com o fim do inverno, tomar sorvete é alternativa para refrescar em dias quentes

• Delícia gastronômica existe há mais de três mil anos

• Moradores de Curitiba podem pedir sorvete via app de delivery 99Food

Curitiba (PR), 20 de outubro de 2021 - Não existe data melhor para comemorar o Dia do Sorvete do que 23 de setembro, quando, no Brasil, o inverno termina e a primavera inicia, dando espaço a dias com clima mais quente.
O sorvete existe há mais de 3 mil anos e acredita-se que tenha surgido na China. No Brasil, chegou em 1834, quando o país vivia o período regencial, mas apenas 40 anos depois seriam inauguradas as primeiras sorveterias em São Paulo. Item que movimenta toda uma indústria, o Dia do Sorvete foi estabelecido pela Associação Brasileira das Indústrias de Sorvete (ABIS) em 2002, a fim de promover o consumo dessa delícia gastronômica.
Antes, um produto para gente de posses. Hoje em dia, uma maravilha disponível para todos em diversos formatos, com diferentes valores e até mesmo entregue em casa via apps de delivery, como a 99Food, que conecta os consumidores aos melhores bares e restaurantes locais. Tem picolé, massa na casquinha, sundae, milkshake e gelato, que tem origem italiana e até se parece com o sorvete comum, mas na verdade é feito apenas com produtos frescos.
Em Curitiba é possível encontrar uma série de estabelecimentos que entregam sorvete em casa via o app da 99Food, como a Sorveteria Gebon Santa Cândida, a Sorveteria Bapka Bacacheri, a Freddo Gelateria, o Açaí All Inclusive e o Sorvetes Coskinha. Para conferir as opções basta fazer o download da 99Food em sua loja de aplicativos. O primeiro pedido sempre tem desconto.

Sobre a 99Food

A 99Food é uma plataforma de intermediação de entregas dos estabelecimentos locais de uma maneira tão simples quanto solicitar uma corrida dentro do app 99. A 99Food usa a mais alta tecnologia para conectar os sabores e cultura gastronômica do Brasil e oferecer para as pessoas uma ampla variedade de locais com opções simples, acessíveis e deliciosas para comer todos os dias. A companhia faz parte da empresa global DiDi Chuxing ("DiDi") e está disponível para usuários do aplicativo 99Food (para Android e iOS). Saiba mais em https://food.99app.com.

Máquina Cohn & Wolfe

Cabo Inaugura Centro de Educação Infantil com capacidade para atender 250 crianças


 Novo Centro de Educação Infantil Professora Sueli Mesquita, localizado na Vila Claudete, foi inaugurado nesta segunda-feira (20). A unidade educacional conta com oito salas, duas turmas integrais, duas salas para berçário e tem capacidade para atender 250 alunos, de dois a cinco anos de idade.
“Estou muito feliz em entregar o novo CEI, um dia após o centenário de Paulo Freire, patrono da educação brasileira. Além de ser muito importante para a comunidade, o cedntro vai proporcionar tranquilidade às mães que agora têm um espaço adequado para deixar seus filhos em segurança”, disse o prefeito do Cabo de Santo Agostinho, Keko do Armazém. 
O gestor municipal foi recepcionado pela Associação das Mulheres em Ação – AMA, ao lado dos deputados federais Eduardo da Fonte (PP) e André Ferreira (PL). Também participaram da entrega do novo equipamento a deputada estadual Gleide Ângelo (PSB), vereadores e moradores locais. 
  
Fotos: Léo Domingos / PMCSA
Secretaria de Comunicação Social do Cabo de Santo Agostinho

Prefeitura de Juazeiro realiza ações de saúde no Abrigo São Vicente de Paulo

 

A Prefeitura de Juazeiro, através da Secretaria de Saúde (Sesau), realizou nesta segunda-feira (20), ações de saúde no Abrigo São Vicente de Paulo. A oficina foi idealizada pelo Núcleo Ampliado de Saúde da Família e Atenção Básica (Nasf).
Foram oferecidas atividades voltadas à saúde integral e à saúde mental, como pintura em papel e atividades de estímulo motor aos idosos que residem no abrigo.
“O trabalho do Nasf perpassa o atendimento nas nossas Unidades Básicas de Saúde onde fazemos a saúde primária e se estende a locais como o abrigo, para que as atividades de saúde e bem-estar sejam oferecidas também a quem não vai até à UBS. São atividades que melhoram a qualidade de vida desses idosos”, destacou o enfermeiro coordenador de saúde do distrito IV, enfermeiro Pierre Aciolly.
“É muito importante essas atividades porque estimulam o cognitivo e também produz interação entre os próprios idosos”, ressaltou o enfermeiro do Abrigo São Vicente de Paulo, José Humberto Lopes.
Abrigo São Vicente de Paulo
Mais de 30 idosos moram no Abrigo São Vicente de Paulo, em Juazeiro. São  18 mulheres e 13 homens, com idade entre 65 a 95 anos.

Texto: Maria Lima - Assessora de Imprensa da Secretaria de Saúde
Fernanda Barros -  Secretária de Comunicação PMJ

Presidente nacional da UGT participa de atos em favor dos trabalhadores do McDonald’s no Recife (PE)

Ricardo Patah visitará unidades da rede e distribuirá cartilhas da campanha Sem Direitos Não é Legal, que orienta os trabalhadores contra as práticas abusivas da empresa, além de material de proteção contra a Covid-19


Recife (PE), 20 de setembro de 2021 - Nesta terça-feira (21/09), a partir das 14h, dirigentes sindicais farão duas manifestações para conscientizar os funcionários do McDonald’s contra abusos cometidos pela empresa, como assédio sexual e moral, racismo e LGBTQIA+fobia. Os atos ocorrerão no Recife, nas unidades da rua Coronel Benedito Chaves, 200, em Boa Viagem, e do Shopping VilaMar, na Avenida República do Líbano, 251, no Pina. Estarão presentes o presidente nacional da UGT (União Geral dos Trabalhadores), Ricardo Patah, e o presidente da UGT estadual de Pernambuco, Gustavo Walfrido, entre outras lideranças sindicais.
Durante os protestos, serão distribuídos kits com álcool em gel, máscaras e cartilhas da campanha "Sem Direitos Não É Legal", que traz informações para os trabalhadores se protegerem dos abusos cometidos pela empresa.
Os casos de assédio sexual, assédio moral e racismo contra trabalhadores no McDonald’s do Brasil têm despertado a atenção da Justiça nos últimos anos. No final de junho, o Ministério Público do Trabalho (MPT) determinou a abertura de inquérito civil para apurar denúncias contra a empresa no Brasil. A decisão foi tomada pela Procuradoria Regional do Trabalho da 2ª Região, em São Paulo, que em despacho apontou a requisição de documentos e informações, depoimentos, certidões, perícias e demais diligências para análise e posterior apresentação de uma ação civil pública para apurar as responsabilidades da empresa. A denúncia contra a empresa foi apresentada pela União Geral dos Trabalhadores (UGT).

Denúncia MPT - Pernambuco

Em 2012, o procurador do Ministério Público do Trabalho em Pernambuco, Leonardo Osório Mendonça, iniciou ação civil pública contra o McDonald’s por irregularidades praticadas nas jornadas de trabalho da rede. No ano seguinte, a 11ª Vara da Justiça de Recife (PE) homologou acordo judicial com a empresa, que, segundo denúncias, não cumpriu as exigências trabalhistas firmadas. Uma força-tarefa fiscalizadora, criada em 2015 para investigar o caso, detectou práticas abusivas relacionadas à jornada de trabalho na empresa, como horas extras excessivas e intervalo entre as jornadas menor do que o permitido. Em 2016, o Ministério Público do Trabalho constatou o descumprimento do acordo judicial e definiu multa de R﹩ 103 milhões para o McDonald’s.

Sobre a campanha Sem Direitos Não É Legal

A campanha "Sem Direitos Não É Legal" faz parte de uma iniciativa global pelos direitos dos trabalhadores do McDonald's, que se concentra nas violações às leis brasileiras, práticas anticoncorrenciais de "social dumping" e desrespeito contínuo aos direitos trabalhistas básicos. A campanha luta por mais segurança no trabalho, no caso específico, as redes de fast-food; fim do acúmulo de funções, pagamento de insalubridade e combate ao assédio sexual e moral, ao racismo e à LGBTQIA+fobia. A iniciativa conta com o apoio das centrais sindicais UGT, CUT e apoio e conexão global com a União Internacional dos Trabalhadores da Alimentação (UITA) e com o sindicato norte-americano SEIU (Service Employees International Union).

Analítica Comunicação

Fato ou fake? Especialista do PROADI-SUS esclarece mitos e verdades sobre doação e transplante de órgãos

A autodeclaração ainda é a forma mais eficaz de garantir que a doação de órgãos aconteça

A negativa familiar é um dos principais entraves para que um órgão não seja doado no Brasil. Segundo dados do Ministério da Saúde, nos últimos anos, mais de 43% das famílias recusaram a doação de órgãos de seus parentes após morte encefálica comprovada. Por isso, a autodeclaração é tão importante no ambiente familiar para que uma pessoa possa salvar até 8 vidas.
Mas, além de todas as dificuldades naturais do processo, a desinformação é outro fator que prejudica a efetivação da doação. Para esclarecer o assunto, confira o que é fato ou fake segundo Amanda Angrisani, enfermeira do projeto TransPlantar - a iniciativa é conduzida pelo Hospital Sírio-Libanês por meio do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (PROADI-SUS).

• Basta colocar no RG para me declarar doador. FAKE!

Apesar do indivíduo manifestar interesse em vida sobre doação de órgãos, quem autoriza a doação após o falecimento do indivíduo é a família. Caso, após sua morte, a sua família recuse a doação, os seus órgãos não serão doados para transplante. Entretanto, em geral, quando a família tem conhecimento desse desejo, frequentemente autoriza a doação.

• Doador que faleceu de Covid-19 não pode doar órgãos. FATO!

As vítimas da infecção pelo coronavírus, geralmente, não estão aptas para a doação de órgãos, pois se o vírus estiver ativo no organismo do doador, a pessoa que recebe o órgão pode ser potencialmente contaminada. Em nota técnica, o Ministério informa que há contraindicação absoluta para doação de órgãos e tecidos nos casos de doadores com COVID-19 ativa, com teste para SARS-CoV-2 positivo, e com Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS) sem etiologia definida e teste laboratorial não disponível.

• Independente do estado de saúde, qualquer pessoa pode doar órgãos. FAKE!

A doação de órgãos e tecidos não é permitida para pessoas que vieram à óbito devido a doenças infectocontagiosas ou que danificaram gravemente o organismo, pois a função do órgão pode estar comprometida ou a infecção pode ser transferida para a pessoa que irá receber o órgão. Pessoas soropositivos ao HIV, hepatites B e C, Doença de Chagas;
pacientes com doenças degenerativas crônicas ou tumores malignos; indivíduos em coma ou que tenham sepse ou insuficiência de múltiplos órgãos e sistemas (IMOS) não poderão ser doadores.

• Quase todos os órgãos e tecidos do corpo podem ser doados? FATO!

É possível obter vários órgãos e tecidos para realização do transplante apenas de um doador. Podem ser doados rins, fígado, coração, pulmões, pâncreas, intestino, córneas, valvas cardíacas, pele, ossos e tendões. Com isso, inúmeras pessoas podem ser beneficiadas com os órgãos e tecidos provenientes de um mesmo doador. O único órgão que não pode ser doado é o cérebro.

• Idosos não podem se tornar doadores. FAKE!

O que determina o uso de partes do corpo para transplante é o seu estado de saúde. Em geral, aceita-se os seguintes limites, em anos: rim (75), fígado (70), coração e pulmão (55), pâncreas (50), válvulas cardíacas (65), córneas (sem limite), pele e ossos (65).

• Mesmo vivo, posso ser um doador de órgãos sem prejudicar minha saúde. FATO!

A doação entre vivos também pode acontecer no caso de órgãos duplos, como por exemplo o rim. No caso do fígado e do pulmão, também é possível o transplante entre vivos, sendo que apenas uma parte do órgão do doador poderá ser transplantada no receptor. Os órgãos e tecidos que podem ser obtidos de um doador vivo são:

• Rim: por ser um órgão duplo, pode ser doado em vida. Doa-se um dos rins e tanto o doador quanto o transplantado podem levar uma vida perfeitamente normal;

• Medula óssea: pode ser obtida por meio da aspiração óssea direta ou pela coleta de sangue;

• Fígado ou pulmão: poderão ser doadas partes destes órgãos.

• Todos os órgãos têm o mesmo prazo de validade e devem ser transplantados em até 24h. FAKE!

Cada órgão tem um prazo máximo para ser transplantado. O coração, por exemplo, deve ser colocado em outro corpo no prazo de até 4 horas. Já o tempo de isquemia do rim é de 48 horas. Os órgãos doados vão para pacientes que aguardam em uma fila única, definida pela Central de Transplantes da Secretaria de Saúde de cada estado e controlada pelo Sistema Nacional de Transplantes (STN).

• Após a cirurgia, devo agradecer meu doador. FAKE!

Por questões éticas, não é possível que a família do doador saiba para quem o órgão foi doado. Tanto o paciente transplantado como o doador devem permanecer no anonimato.

Quero ser doador! O que fazer?

Se você deseja ser doador de órgãos e tecidos, a primeira coisa a fazer é avisar a sua família para que após a sua morte possam autorizar, por escrito, a doação. Caso queira doar órgãos ainda em vida, também é possível! Para mais informações, acesse o link .

Sobre o PROADI-SUS

O Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde, PROADI-SUS, foi criado em 2009 com o propósito de apoiar e aprimorar o SUS por meio de projetos de capacitação de recursos humanos, pesquisa, avaliação e incorporação de tecnologias, gestão e assistência especializada demandados pelo Ministério da Saúde. Hoje, o programa reúne seis hospitais sem fins lucrativos que são referência em qualidade médico-assistencial e gestão: Hospital Alemão Oswaldo Cruz, BP - A Beneficência Portuguesa de São Paulo, HCor, Hospital Israelita Albert Einstein, Hospital Moinhos de Vento e Hospital Sírio-Libanês. Os recursos do PROADI-SUS advém da imunidade fiscal dos hospitais participantes. Os projetos levam à população a expertise dos hospitais em iniciativas que atendem necessidades do SUS. Entre os principais benefícios do PROADI-SUS, destacam-se a redução de filas de espera; qualificação de profissionais; pesquisas do interesse da saúde pública para necessidades atuais da população brasileira; gestão do cuidado apoiada por inteligência artificial e melhoria da gestão de hospitais públicos e filantrópicos em todo o Brasil. Para mais informações sobre o Programa e projetos vigentes no atual triênio, acesse: https://hospitais.proadi-sus.org.br


BCW - Burson Cohn & Wolfe - Assessoria dos Hospitais PROADI-SUS