Distrito de Massaroca será palco da X Feira de Caprinos e Ovinos neste final de semana (11 a 13)


Com a economia voltada para a agricultura de subsistência, o distrito de Massaroca, localizado às margens da BR 407 a 62 km do município de Juazeiro (BA), destaca a caprinovinocultura como seu grande sustentáculo. Por isso, a X Feira de Caprinos e Ovinos, que será realizada neste fim de semana, entre os dias 11 e 13, proporcionará a comunidade oportunidades de integração, troca de experiências, permuta de reprodutores entre expositores e possibilidade de negócios – que engloba todo o segmento comercial local, melhorando a renda e a qualidade de vida dos trabalhadores.
Segundo os organizadores, este ano a feira promete recorde de vendas. “O ponto alto em Massaroca sempre foi às vendas, além disso, a feira proporciona um aquecimento significativo na economia local. Este ano percebemos uma procura muito grande por parte dos produtores, acredito que alcançaremos recordes na comercialização dos animais”, diz José Wilson Chaves (Chaveco), diretor de pecuária da ADEAP e coordenador do evento.
Outro ponto importante é a integração entre as comunidades e produtores, que irá propiciar a conquista de novos mercados, além de uma remuneração melhor para os produtos, cujo processo de comercialização ocorrerá de forma mais direta. “É importante salientar a presença em todas as edições, das instituições parceiras, que muito tem contribuído para o engrandecimento do evento em todos os aspectos. Além é claro, da colaboração e apoio da comunidade regional, pois sem a participação coletiva não alcançaríamos tamanho êxito”, declara Chaveco.O evento é uma realização da Prefeitura de Juazeiro, sob a organização da Agência de Desenvolvimento Econômico, Agricultura e Pecuária (ADEAP) em parceria com o Comitê das Associações Comunitárias e Agropecuárias de Massaroca que congrega onze associações, produtores e comerciantes locais.



Para o titular da pasta, Tiano Félix, a cada ano o evento cresce e atrai novos investidores. “A comercialização de produtos e subprodutos da caprinovinocultura e a capacitação do público interessado no assunto, fazem da feira uma oportunidade de negócios e de transferência de tecnologias propiciando também, a divulgação das atividades culturais e econômicas local. Nos anos anteriores a feira foi um sucesso e acredito que este ano o evento superará as expectativas”, determina.
A organização aguarda a participação de 60 expositores, com aproximadamente 400 animais entre caprinos e ovinos. Estima-se um público de cerca de 7.000 pessoas durante os três dias de evento. A feira também contará, com a integração mais efetiva de outros segmentos como escolas, comércio, comunidade local e comunidades circunvizinhas.

Confira a programação:



Sexta-Feira – 11/08/2017

16h – Abertura do Parque para a chegada dos animais;
18h30 – Apresentação cultural – ERUM, Escola Atanilha Luz Araújo, Grupo Acalanto de Juremal e Literatura de Cordel – Zélia Antunes.
19h – Abertura do evento;
20h –Coquetel
20h – Inscrição das cabras e esvaziamento dos úberes dos animais que irão participar do torneio leiteiro;
20h – Som Mecânico;

23h – Encerramento.

Sábado – 12/08/2017
08h – Abertura do parque para a chegada dos animais;
08h às 22h-Exposição de animais e de trabalhos tecnológicos. Comercialização de artesanatos, de produtos da culinária local e de outros produtos afins;
08h – 1ª Ordenha do torneio leiteiro, com palestra sobre ordenha higiênica – Grupo GECAL UNIVASF;
09h às 17h – Cadastro Ambiental Rural – CEFIR  – STRJ;
09h às 22h – Encontro da Juventude;
14h – Julgamento dos animais em pista;
17h – Ato Solene;
18h – Show Musical – Edinho e Banda;
20h – 2ª Ordenha do Torneio Leiteiro;
00h – Encerramento.


Domingo – 13/08/2017
08h – Abertura do Parque para visitação;
08h às 14h – Cadastro Ambiental Rural – CEFIR (STRJ);
08h – 3ª Ordenha do Torneio Leiteiro;
08h30 – Palestra sobre Bem-Estar Animal – LIBVASF UNIVASF;
11h – Premiação das categorias vencedoras e distribuição de brindes para os expositores;
12h às 18h – Show Musical;
18h – Encerramento.

Lene Radina/ASCOM ADEAP

0 comentários :

Postar um comentário