Produtos com estilo industrial são novidades na 32ª Paralela


Considerada uma das feiras mais importantes do design contemporâneo nacional, a Feira Paralela chega à sua 32ª edição, no Pavilhão da Bienal, em São Paulo. Com peças exclusivas de designers conceituados do país, o evento receberá lojistas, arquitetos e profissionais do setor e reunirá expositores de todo o Brasil de 24 a 27 de julho.



Mistura de concreto, madeira, cobre, arames são as influências industriais dos lançamentos da Tomada

Um dos destaques desta edição são os produtos que possuem um design industrial. Foi entre os anos 1950 e 1970 que o estilo industrial chegou à decoração, graças à transformação de galpões e estúdios em lares. Esses espaços amplos, repletos de tijolos e tubulações aparentes, madeira, metal e muito concreto, servem de referência para criação de produtos inovadores.


As peças criadas pela Traço são o resultado de formas minimalistas com a estética do brutalismo

Dentre os expositores que vão apresentar peças ligadas ao “estilo industrial”, estão A Tomada, o Estúdio Iludi, a Traço Objetos e entre outros.
A Paralela já acontece há mais de 15 anos e deixa sua marca, vista por críticos e formadores de opinião como uma feira que preza pela qualidade, inovação e design autoral. Um olhar atento e criterioso com a melhor seleção dos produtos elaborados por designers, artesãos, artistas e industriais.


Objetos funcionais e dinâmicos, com design contemporâneo são à marca registrada do Estúdio Iludi

A entrada na Paralela é gratuita e exclusiva para lojistas e profissionais do setor. O credenciamento pode ser feito pelo site www.paralelafeira.com.br ou na entrada do evento até às 18:30 horas.
PARALELA
Data: 24 a 27 de Julho de 2017
Horário: das 10 às 19h
Local: Pavilhão da Bienal
Endereço: Avenida Pedro Álvares Cabral – Parque do Ibirapuera – Portão 3 - São Paulo – SP
Visitação: Feira de negócios, focada em lojistas e profissionais da área. É proibida a entrada de menores de 16 anos, mesmo acompanhados. Indispensável a apresentação de CNPJ ou cartão comercial que comprove vínculo com o setor para ser considerado comprador.

Por Marcelo Rosa

0 comentários :

Postar um comentário