Comitê Gestor da SEDUC faz avaliação das ações em parceria com Instituto Ayrton Senna


O Comitê Gestor da Secretaria de Educação e Juventude (SEDUC) e representantes do Instituto Ayrton Senna se reuniram nesta quarta-feira (19), para discutir e avaliar os resultados do trimestre dos projetos de Correção de Fluxo, o ‘Se Liga’ e ‘Acelera Brasil’, além das turmas de Alfabetização, que são desenvolvidos nas escolas da Rede Municipal de Ensino de Juazeiro.
De acordo com a gerente de programas do Instituto, Nelma Lopes as reuniões do comitê tem o objetivo de discutir e avaliar os projetos que são desenvolvidos nas escolas municipais em parceria com a SEDUC. “Temos alcançado bons resultados, a exemplo da correção do fluxo escolar. Acreditamos que no ano que vem vamos conseguir alcançar a meta dos 5% de distorção idade série. A Educação em Juazeiro é bem estruturada, possui profissionais qualificados e comprometidos, o que possibilita bons resultados na aprendizagem dos alunos, e tem sido destaque na Educação, em relação a outros municípios do país”, evidenciou a gerente do Instituto Ayrton Senna.
“Apresentamos os resultados do Se Liga e Acelera, das turmas de Alfabetização, nesses três últimos meses. O projeto piloto das turmas de Alfabetização, foi iniciado no ano passado com 12 escolas, em parceria com o Instituto. Este ano ampliamos para todas as unidades da zona urbana e quatro da zona rural”, explicou a secretária da SEDUC, Lucinete Alves, ressaltando que os bons resultados, a motivação dos educadores e dos alunos tem contribuído para a continuidade dos programas do Instituto, que fazem parte da política pública de correção de fluxo adotada pelo município.
Os professores da Rede Municipal estão trabalhando com 26 turmas do Se Liga e 14 turmas do Acelera Brasil, para corrigir a distorção do fluxo educacional de alunos de 1ª a 4ª série do Ensino Fundamental, na faixa etária de 9 a 14 anos, utilizando a metodologia e o material desenvolvido pelo próprio Instituto. Os programas foram implantados nas escolas municipais em 2010, e tem proporcionado resultados positivos, alfabetizando e desenvolvendo habilidades de leitura e escrita das crianças, e combatendo os baixos níveis de aprendizagem que causam a repetência.
Por Emanuelle Lustosa/SEDUC

0 comentários :

Postar um comentário