Pesquisar este blog

Carregando...

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Programa Pavimenta Petrolina atende primeiras ruas

Dando andamento as ações que vão garantir o asfalto para mais ruas em Petrolina, o Programa Pavimenta Petrolina que será lançado pelo Prefeito Julio Lossio já está preparando as primeiras localidades a receberem a obra. O trabalho de base com a terraplenagem já está em andamento em quatro localidades, para receber a obra de pavimentação. 

Estão sendo atendidas a Avenida da Redenção no bairro Antonio Cassimiro, Avenida Kely de Souza no Vale do Grande Rio, Rua Ana das Carrancas no Gercino Coelho, e Rua São Cristovão no Centro. 

O programa Pavimenta Petrolina terá a meta de atender a cidade e continuar diminuindo consideravelmente o número de ruas sem pavimentação, oferecendo qualidade de vida e priorizando a mobilidade urbana. Atualmente cerca de 500 km das ruas da cidade necessitam do benefício. Desde 2009, mais de 200 ruas já receberam a obra em paralelepípedo ou piso intertravado e asfalto, em mais de 30 bairros. 

"Estamos iniciando as obras mesmo antes de seu lançamento, por entender a urgência e necessidade da cidade. Esse primeiro momento é de preparar a base para que em seguida venha o asfalto", explicou o Coordenador do Programa Ricardo Rocha que conta com o apoio de uma equipe de técnicos e engenheiros. 

Para atendimento das ruas, o Programa estabelece critérios como saneamento e drenagem já existente, além da avaliação dos técnicos que acompanham todo o serviço. A escolha de cada rua também respeita um sorteio que será realizado contando com a presença do Prefeito da cidade, vereadores e lideranças comunitárias. 

Ao mesmo tempo está em andamento o processo que vai garantir a pavimentação de todos os corredores de ônibus, obra também parte do Programa Pavimenta Petrolina. 

Texto: Juciana Cavalcante 
Foto: Seinfram 
Assessoria de Imprensa Seinfram]

Prefeitura antecipa salários dos servidores e decreta ponto facultativo na segunda (27)

A Prefeitura de Petrolina realizará o pagamento do funcionalismo público nesta sexta-feira (24), a remuneração que geralmente ocorre no último dia útil de cada mês, será antecipado em virtude do dia do servidor público. 

De acordo com o secretário de Planejamento, Orçamento e Gestão, Geraldo Junior, o município prestigia o servidor, com o salário e o ponto facultativo na segunda-feira (27), seguindo os parâmetros legais. “Estamos atendendo uma solicitação do Sindsemp e prestigiando o servidor público de Petrolina com a antecipação do salário e o ponto facultativo”, declarou. 

Por prudência, o pagamento ocorrerá antes do previsto por lei, ainda dentro do mês trabalhado, como resultado de um esforço empreendido pelo Governo Municipal que fez uma reprogramação financeira durante esta semana. A gestão municipal prioriza a remuneração em dia dos seus servidores, pois, entende ser importante o cumprimento dos compromissos dos mesmos. 

Ascom PMP

SEPOG divulga lista de aprovados em seleção para estágio de Petrolina

A Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão (SEPOG), através da Central de Estágios, está divulgando a lista dos aprovados para seleção de estágio da Prefeitura Municipal de Petrolina, cujas provas foram realizadas no último dia 24 de agosto. 

148 estudantes de diversas áreas foram convocados, segundo a coordenadora da Central, Julia Mirtes, os demais selecionados passam a fazer parte de um cadastro de reserva, os mesmos serão convocados, assim que surgir novas demandas das secretarias. “os aprovados estão na fase de avaliação de documentação, tudo de acordo com os critérios do edital. Aqueles que foram aprovados e ainda não foram contactados devem esperar o contato da Central de Estágios, pois assim que a demanda aparecer novas convocações serão feitas”, expôs. 

A coordenadora da Central de Estágios falou também sobre a importância do estagio. “o processo (estagio) é importante, sob o ponto de vista pedagógico e profissional para o jovem que está entrando no mercado de trabalho. A Prefeitura com a seleção abre um espaço para viabilizar uma melhor formação para os estudantes”, declarou. 

Julia Mirtes orienta ainda que aos aprovados no processo seletivo que, “se houver necessidade atualizem os contatos na Central, para evitar possíveis transtornos”, concluiu. 

A lista aprovados podem ser acessada no link: http://www.petrolina.pe.gov.br/2010/pdf/2014/CONVOCADOS_do_processo_seletivo.pdf 

Texto: Lidiane Souza 

Foto: Gilson Pereira

Minha Casa Minha Vida oferece moradia digna a quem mais precisa, afirma o prefeito Julio Lossio

O prefeito Julio Lossio, disse nesta quarta-feira (22), durante visita técnica ao Residencial Nova Petrolina, conjunto habitacional com 1.200 unidades do Minha Casa Minha Vida (MCMV), em Petrolina, que o governo municipal em parceria com o federal se preocupa em entregar moradias com toda infraestrutura interna e externa. 

Segundo o prefeito, o objetivo do MCMV é “oferecer aos que mais precisam o direito de morar dignamente com água, energia, esgoto, transporte e área de lazer. E é exatamente isso que encontramos aqui no Nova Petrolina”. As unidades habitacionais previstas para serem entregues entre novembro e dezembro irão beneficiar cerca de 1.200 famílias de baixa renda. 

O prefeito Julio Lossio fez questão de citar os itens que os beneficiários terão acesso no novo residencial da cidade: “aqui eles vão ter acesso à creche, área de lazer, os apartamentos contam com sala, dois quartos, cozinha, área de serviço e banheiro e piso cerâmico em todos os ambientes e algumas unidades são todas equipadas com a acessibilidade, sem falar que já existe um projeto da construção de uma escola que vai atender a redondeza”, falou animado. 

O secretário extraordinário de Habitação Edinaldo Lima aproveitou a ocasião para fazer alguns pedidos aos beneficiários que muito em breve vão receber das mãos do prefeito suas chaves: cuidar do patrimônio, não vender, alugar ou trocar o imóvel e pagar as prestações do Cartão Minha Casa Melhor . “Quem vender não terá outra oportunidade”, afirmou. 

Julio Lossio endossou as palavras de seu secretário e lembrou que todos devem ter consciência e conservar o imóvel que vai receber. “Sempre falo por onde ando que o sonho de todo pai é deixar um lar para o seu filho. Portando chegou o momento do sonho virar realidade e conservar esse sonho só depende de vocês”, concluiu. 

Texto: Lidiane Souza 

Foto: Gilson Pereira

Ascom PMP

REITOR DO IF SERTÃO-PE VISITA FACAPE PARA FIRMAR PARCERIAS E PRETENDE LEVAR MODELO DA FACULDADE PARA O MARANHÃO


A Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina (Facape) poderá servir de modelo para a implantação de uma autarquia no município de Codó, no Maranhão. A ideia é do reitor ‘pro tempore’ do IF Sertão-PE (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano), Ivaldo José da Silva. Ele visitou a faculdade esta semana e, numa conversa com o presidente Rinaldo Remígio, falou sobre parcerias e ideias envolvendo as Instituições de Ensino Superior (IES) do Vale do São Francisco. Segundo o reitor, o modelo de estrutura e gestão da Facape chamou a atenção dos gestores públicos maranhenses. “A ideia é levar essa experiência exitosa da Facape para o município de Codó, no Maranhão. Eu já estive com o prefeito e toda sua equipe, e houve um sinal muito forte de que eles têm interesse de reproduzir essa experiência. Agradeço ao companheiro Rinaldo por nos ajudar a tornar realidade esse sonho dos moradores de Codó. O modelo é tão exitoso que outros municípios deveriam colher essa experiência e reproduzir”, comentou. 
Em relação às parcerias, os gestores conversaram sobre a possibilidade de ampliar os cursos de pós-graduação lato e stricto sensu na região. Isso poderá ser feito através do intercâmbio de professores entre as instituições, inclusive com a participação da Univasf (Universidade Federal do Vale do São Francisco), que já está firmando um convênio para que os docentes da universidade possam dar aulas nos cursos de especialização da Facape, e vice-versa. “Aqui a gente reproduz a fala do nosso parceiro Julianeli Tolentino, reitor da Univasf, numa junção de forças para capacitar ainda mais nosso corpo docente. Nós, do IF Sertão-PE, também deveremos participar desse trio fortalecendo o campo da pós-graduação na região”, ressaltou.

Ascom Facape

Termina hoje prazo para a realização de comícios

Caminhadas e carreatas estão liberadas até às 22h de sábado (Foto: Reprodução/Internet)
Hoje (23) é o prazo final para que candidatos que ainda estão na disputa eleitoral no segundo turno possam promover reuniões públicas ou comícios. A regra está prevista no Código Eleitoral e na Lei nº 9.504/97, conhecida também como Lei das Eleições.

Amanhã (24), irão ao ar as últimas propagandas eleitorais gratuitas no rádio e na televisão. Esse também é o prazo final para a divulgação paga de propaganda eleitoral na imprensa escrita e para a realização de debates, que não devem ultrapassar a meia-noite.

Os presidentes das mesas também devem comunicar até esta sexta-feira que não receberam o material destinado à votação.

As propagandas feitas com alto-falantes ou amplificadores de som estão permitidas até sábado (25), véspera da votação, entre as 8h e as 22h.

A distribuição de material gráfico, a realização de caminhadas, passeatas e carreatas, além da divulgação de jingles ou mensagens dos candidatos por carros de som podem ser feitas também até as 22h.

No segundo turno das eleições, previsto para o próximo domingo (26), 143 milhões de eleitores elegerão o presidente da República e os governadores de 13 estados e do Distrito Federal.

Apesar do horário de verão nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, a votação será feita das 8h às 17h, obedecendo o horário local.

Com o horário de verão, o Acre passou a ter três horas a menos em relação ao horário de Brasília. Por isso, a divulgação dos números das eleições para presidente da República começará às 20h de Brasília. Os resultados para governador nos 13 estados e no DF serão conhecidos logo após o encerramento da votação.

Fonte: Agência Brasil

Sem água, Estado de São Paulo pede socorro

Seca no Sistema Cantareira: o volume da represa chegou hoje a 3,2% de sua capacidade (Foto: Divulgação/Sabesp)
Há 20 dias não chega água na casa de Fabiana. Ela, seus vizinhos e outras 70 pessoas fazem fila em uma fonte pública para tentar encher alguns galões. O estado de São Paulo atravessa uma seca histórica, e os moradores de Itu pedem socorro.

"Tenho cinco filhos e não posso limpar minha casa. Uso pratos e copos descartáveis. Minhas filhas tomam banho no colégio. A situação é muito triste", contou à Agência Efe Fabiana Silveira.

Na entrada das casas de outros moradores, cartazes foram afixados. Vários deles trazem a seguinte mensagem: "Socorro, Itu pede água".

Situada a cerca de 100 quilômetros da capital paulista, a vida na periferia da cidade foi reorganizada em torno da chegada esporádica do caminhão pipa. A cada passagem, moradores correm para encher vários recipientes, de todos os tamanhos, para poder ter um pouco de água e realizar as tarefas cotidianas do lar.

Em bairros onde o caminhão não passou nesta quarta-feira, os ituanos se amontoam em filas ao longo do dia para encher garrafas e galões, a fim de enfrentar uma seca que há vários meses atinge a região Sudeste, especialmente em São Paulo.

Depois de caminhar por mais de 45 minutos, Henrique Moretto chega ao local com sua mulher. Trazem com eles cerca de 20 garrafas de água vazias e um carrinho de mão enferrujado para ajudar a transportar a carga. Com 60 anos, ele se diz cansado e indignado com a situação e, como outros vizinhos, acredita que ela poderia ter sido evitada.

"Esse problema reflete uma falta de investimento. Por um longo tempo há essa falta de planejamento, mas a seca só nos tem tirado a energia", diz Mariece Silvena.

A empresa responsável pelo abastecimento no município, a Águas de Itu, informou que está fazendo o possível para atenuar o problema, agravado pela ausência de chuvas.

Apesar de a cidade no interior ser uma das mais afetadas pela seca, alguns bairros da capital paulista também estão sofrendo com a crise, admitida pelo próprio governador Geraldo Alckimin, reeleito em primeiro turno depois das eleições do último dia 5 de outubro.

Em São Paulo, estado que concentra perto de 36% da produção industrial brasileira, as reservas estão nos níveis mínimos históricos. O volume da represa de Cantareira, a principal reserva de água da região metropolitana e que abastece 6,5 milhões de habitantes, chegou hoje a 3,2% de sua capacidade.

Segundo uma pesquisa realizada pelo Datafolha, 60% dos moradores da capital relataram terem sido afetados pela falta do fornecimento de água no último mês. Outros 75% dos entrevistados consideraram que o problema poderia ter sido evitado.

Nas últimas semanas, a crise hídrica de São Paulo entrou na pauta da campanha eleitoral. A presidente Dilma Rousseff, que tenta a reeleição, usa o assunto para criticar Aécio Neves, candidato do PSDB, mesmo partido do governador paulista, Geraldo Alckmin.

"É preocupante e também muito triste saber que os brasileiros que vivem em São Paulo, o estado mais rico do país, estão passando por uma crise de água sem precedentes. Estamos falando de um problema alertado há dez anos", afirmou recentemente em entrevista a candidata do PT. 

Fonte: EFE

Twitter declara o fim do login com email e senha

A rede ressaltou hoje que o sistema resultará especialmente útil em países em vias de desenvolvimento (Foto: Chris Ratcliffe/Bloomberg)
O Twitter declarou nesta quarta-feira guerra à senha durante sua conferência de desenvolvedores em San Francisco ao anunciar um novo sistema de login nos aplicativos móveis a partir do número de telefone.

Jeff Seibert, diretor de plataformas móveis da rede social, apresentou na conferência o Digits, um produto que o Twitter oferece gratuitamente a partir de hoje em 28 idiomas e em 216 países.

O Digits permitirá aos desenvolvedores de aplicativos móveis oferecer aos usuários um processo com três passos. O primeiro é uma tela com a opção de fazer login através de um dispositivo móvel, outra tela para teclar o número de telefone e a terceira para digitar o número de confirmação que o Twitter enviará através de uma mensagem de texto e que só poderá ser utilizado uma vez.

Seibert disse estar convencido que o sistema é melhor que a combinação de email e senha utilizada atualmente e que é, apontou, fácil de esquecer, frequentemente difícil de digitar nos telefones celulares e suscetível a ser pirateada.

Desenvolvedores que assistiram à conferência, como Derek Hearn, um jovem tecnólogo de Chicago, deram as boas-vindas ao produto.

"O Digits me deixou curioso. Nós já fazemos algo semelhante dentro de nossa empresa", disse Hearn à agência Efe. Ele trabalha para a MeetBall, uma companhia que compartilha a localização dos usuários em dispositivos móveis.

Cameron Hendrix, um jovem desenvolvedor de aplicativos móveis de Nova York que trabalha em uma empresa de educação digital, deu também boas-vindas à iniciativa que descreveu como "mais segura" que o atual sistema universal de senhas.

Twitter ressaltou hoje que o sistema resultará especialmente útil em países em vias de desenvolvimento nos quais, com frequência, a única forma de aceder a internet é através do telefone.

Se o Digits conseguir conquistar desenvolvedores em todo o mundo, o Twitter poderia acabar com o atual reinado da senha.

Além do Digits, o Twitter apresentou hoje o Fabric, uma nova plataforma que procura facilitar o trabalho dos mais de mil desenvolvedores que participaram da conferência em San Francisco.

"É a melhor forma, e a mais singela, de desenvolver os melhores aplicativos", disse hoje durante a abertura do evento o CEO do Twitter, Dick Costolo.

A rede social também mostrou hoje o Crashlytics, que oferece aos desenvolvedores um sistema gratuito para comprovar se o aplicativo que estão desenvolvendo tem problemas ou trava.

O encontro em San Francisco contou com a participação de representantes de meios comunicação, como Raju Narisetti, vice-presidente da News Corporation, que elogiou o Twitter por ter se transformado a principal plataforma para identificar notícias urgentes.

Narisetti afirmou que a rede social é uma grande plataforma para captar audiência e mencionou, nesse sentido, que o jornal financeiro "Wall Street Journal", parte do grupo News Corporation, obteve 47% do tráfego nas redes sociais através do Twitter.

A relação do Twitter com os meios de comunicação foi motivo de debate após a saída da chefe da divisão de notícias, Vivian Schiller, que deixou o cargo apenas um ano após assumir o posto e em meio a uma série de mudanças entre altos diretores da rede social.

A exjefa da divisão de notícias de Twitter trabalhou com Dataminr, uma companhia de gestão de dados com sede em Nova York, que desenvolveu o primeiro produto noticioso para a rede social.

O produto, que estreou o mês passado, analisa os 500 milhões de tuítes gerados a cada dia e identifica tendências que possam se transformar em notícias. 

Fonte: EFE

Caderno deixado há um século na Antártica é achado por cientistas

Imagem liberada nesta quinta-feira (23) mostra o caderno encontrado na Antártica com informações sobre uma das primeiras expedições do homem ao continente gelado (Foto: Fundo da Herança da Antártica da Nova Zelândia/AFP)
Um caderno com anotações científicas de uma das primeiras viagens do homem à Antártica, há um século, foi encontrado preso ao gelo por especialistas da Nova Zelândia. O material pertencia ao cientista britânico George Murray Levick, que integrou a equipe liderada por Robert Falcon Scott durante a Expedição Terra Nova, ocorrida entre 1910 e 1913, que chegou ao Polo Sul.

Scott ficou conhecido como um dos primeiros homens a alcançar a região inóspita.

De acordo com o Fundo da Herança da Antártica da Nova Zelândia, o caderno tem anotações a lápis sobre fotografias tiradas em 1911 por Levick, enquanto ele estava no Cabo Adare, região da Antártica Oriental.

A escrita permanece legível, mas há partes que se deterioram pela ação do gelo e da água ao longo dos anos. As páginas do caderno foram levadas pelos cientistas e conservadas individualmente. Elas receberam uma nova encadernação e se integraram a outros 11 mil artefatos preservados pela instituição.

A expedição Terra Nova tinha o objetivo atingir o centro da Antártica. O grupo conseguiu o feito em 17 de janeiro de 1912, mas não foi o primeiro, já que o time liderado pelo norueguês Roald Amundsen havia chegado ao local um mês antes.

Fonte: G1

Empregos, salários e universidades explicam sucesso de Dilma no Nordeste

Presidente Dilma Rousseff (PT) ao lado do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva durante campanha em Belém (Foto: Tarso Sarraf/Estadão Conteúdo)
Resumir a vitória esmagadora da candidata à reeleição Dilma Rosseff (PT) no Nordeste no primeiro turno ao pagamento do Bolsa Família seria minimizar os avanços em várias áreas obtidos da região neste século.

No 1º turno, a petista teve uma vantagem de 12,2 milhões de votos sobre o tucano no Nordeste. Aécio foi o mais votado no Sul, no Sudeste e no Centro-Oeste, mas na soma do país ainda ficou com 8,3 milhões de votos a menos do que a candidata à reeleição, o que mostra a importância do Nordeste na definição do resultado.

As duas pesquisas divulgadas pelo Datafolha nesta semana confirmam o favoritismo da presidente na região no 2º turno. O levantamento mostra que o Nordeste apresenta o maior desequilíbrio entre os candidatos nas intenções de voto. Dilma alcança a marca de 70% dos votos válidos enquanto Aécio não passa de 30%.

Em relação à primeira pesquisa feita pelo Datafolha no segundo turno, entre os dias 8 e 9 de outubro, a vantagem da presidente na região cresceu oito pontos percentuais.

Para especialistas consultados pelo UOL, os votos são reflexo do pujante crescimento econômico, das obras e do triplo de estudantes do ensino superior na região.

Segundo o Banco Central, a economia nordestina cresceu 2,55% no segundo trimestre de 2014. Nenhuma região consegue resultado tão expressivo e a tanto tempo seguido. Pela medição do IBGE, a economia do Brasil encolheu 0,6% de abril a junho. 

O crescimento da economia pode ser explicado pelos ganhos econômicos da região. 

Segundo a PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), entre 2001 e 2012, o nordestino teve o maior ganho de renda entre todas as regiões, o que fez com a participação da base da pirâmide social caísse 66% para 45% --ou seja, mais de 20 milhões de pessoas deixaram a pobreza.

Um dos dados que explicam esse ingresso na classe média é a geração de empregos com carteira assinada. Em 2002, 4,8 milhões de nordestinos tinham emprego formal. No final do ano passado, eram 8,9 milhões. 

Segundo o Carvalho, o Bolsa Família não é que sustenta a maioria dos nordestino, já que existem menos beneficiários que pessoas que recebem Previdência ou emprego formal --que pagam valores bem maiores.

"O Nordeste possui 17 milhões de famílias. Atualmente, são 8,9 milhões de trabalhadores com carteira assinada, 8,7 milhões de previdenciários e 7 milhões de famílias cobertas pelo programa Bolsa Família. Ou seja, a renda, ainda que mínima, chega praticamente a todos os domicílios", explica o professor de Economia da Ufal (Universidade Federal de Alagoas), Cícero Péricles Carvalho. 

Com mais dinheiro circulando, o Nordeste também virou alvo de grandes indústrias e redes, com investimentos em andamento superando os R$ 100 bilhões. 

"O fenômeno do consumo massivo dos chamados segmentos populares é mais uma dessas expressões que ajudam a entender o que se passa na região. Neste período, o Nordeste tem recebido muitos investimentos privados e públicos, e o resultado são taxas de crescimento maiores, em média, que as nacionais", completa Carvalho.

Mais universidades e estudantes

Outro número expressivo é a quantidade de estudantes em cursos superiores. Em 2000, segundo dados do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), o Nordeste tinha 413.709 universitários.

Em 2012, esse número saltou para 1.434.825. Com isso, a região ultrapassou o Sul e passou a segunda com maior número de estudantes do ensino superior --20% do total--, atrás apenas do Sudeste.

Nos governos Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, 18 universidades federais foram abertas --sete delas no Nordeste, todas fora das capitais.

As universidades contam com unidades em mais de um município. Criada no ano passado, a UFSB (Universidade Federal do Sul da Bahia), por exemplo, tem campi nas cidades de Itabuna, Porto Seguro e Teixeira de Freitas.

Além da Bahia, as novas universidades federais se espalham pelo interior de Pernambuco, do Rio Grande do Norte, do Ceará e do Piauí. Vinte e oito municípios nordestinos foram contemplados com unidades dessas instituições. Dilma Rousseff venceu em todos no 1º turno.

Em 16 deles, a votação da candidata à reeleição foi mais alta que a obtida no Estado.

Para o cientista político Geraldo Tadeu, diretor do Iuperj (Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro), vinculado à Universidade Cândido Mendes, a presença de universidades tem peso político nas cidades.

"Quando você coloca uma universidade federal numa cidade mais carente, o impacto é muito maior do que numa cidade com mais estrutura. Dá oportunidade de formação sem necessidade de deslocamento para as capitais e gera uma massa salarial de funcionários e professores. Politicamente, faz um divisor muito grande", afirmou.
Obras

O professor de Ciências Sociais da UFPE (Universidade Federal de Pernambuco) Michel Zaidan lembra que a região também foi contemplada com grandes obras estruturantes.

"O governo Lula mudou completamente o quadro, reintroduziram toda a politica regional no Brasil. Tivemos aqui obras como a transposição do São Francisco, a Transnordestina, o porto Suape, a refinaria de Abreu e Lima, fora todo o conjunto de medidas. Para o nordestino, votar em Dilma é uma escolha racional", avaliou.

Fonte: UOL

Banco do Brasil é atacado por quadrilha em São Luís do Curu

Disfarces do super-herói dos quadrinhos e da televisão foram utilizados pelos criminosos na ação para esconder o rosto durante o assalto ao banco (Foto: Divulgação)
Já são 58 agências bancárias atacadas por criminosos no Estado do Ceará neste ano. A última ação foi realizada no início da tarde de ontem. O alvo foi o Banco do Brasil de São Luís do Curu, a 79 quilômetros de Fortaleza.

De acordo com a Polícia, quatro homens utilizando máscaras do personagem ´Homem-Aranha´ e portando revólveres e pistolas invadiram a agência e anunciaram o assalto.

O delegado-adjunto da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), Eduardo Tomé, que está em campo acompanhando as investigações, relatou a ação. "O grupo, formado por quatro pessoas, chegou ao local em um veículo prata. Usando as máscaras do personagem, para tentar evitar serem identificados, invadiram a agência. Portando as armas, anunciaram o assalto e renderam funcionários e clientes", explicou.

Segundo Tomé, somente os caixas de atendimento foram atacados pelos bandidos na ação. O valor levado, entretanto, não foi informado pela instituição financeira.

"O cofre da agência não foi acessado. Também não nos chegou informação alguma de que tenha ocorrido uso de artefatos explosivos para danificar o estabelecimento. Apenas os caixas onde ocorrem os atendimentos foram saqueados", relatou.

Veículos e máscaras

Após o crime, os suspeitos fugiram em um Volkswagen Polo de cor prata, que foi abandonado em uma estrada carroçável. Dentro do automóvel, a Polícia encontrou as quatro máscaras do personagem ´Homem-Aranha´.

O Polo abandonado havia sido roubado no dia anterior, segunda-feira (21), no Bairro Metrópole, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). Depois de abandonarem o veículo usado durante a ação, os criminosos continuaram a fuga em uma caminhonete Nissan Frontier de cor branca, segundo informou o Major Ricardo Moura, comandante da Área Integrada de Segurança 17 (AIS 17).

O delegado afirmou que as equipes estão trabalhando na tentativa de identificar e localizar os suspeitos. "A DRF e a Coordenadoria de Inteligência (Coin) da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) estão em campo desde o momento em que o fato ocorreu. Eu também estou na rua para tentar identificar os quatro e prendê-los o quanto antes", salientou Eduardo Tomé.

Esta foi, no ano, a segunda vez que a agência do Banco do Brasil de São Luís do Curu foi alvo de bandidos. Em 15 de abril, criminosos também puseram funcionários e clientes sob a mira de armas e roubaram o dinheiro que estava nos caixas de atendimento do estabelecimento financeiro. Nessa ação também não houve explosões.

Ataques

Já são 58 ataques a banco registrados no Estado neste ano de 2014, de acordo com dados do Diário do Nordeste e do Sindicato dos Bancários do Ceará.

No mês de janeiro foram cinco ocorrências, em Tejuçuoca, Redenção, Senador Sá, Guaramiranga e Novo Oriente. Em fevereiro, mais seis, em Tabuleiro do Norte, Altaneira, Jardim, Aratuba, Alto Santo e Maracanaú.

Já em março, Fortaleza, duas vezes, e Paramoti, Itaiçaba e Palmácia tiveram agências bancárias atacadas.

Apuiarés, Guaraciaba do Norte, Catunda, Dep. Irapuan Pinheiro, Umirim, Varjota, Capistrano, Madalena, São Gonçalo do Amarante, Barroquinha, Morrinhos, Penaforte, Tururu, Pedra Branca, Guaramiranga, Nova Russas, Itapiúna, Alto Santo, Quiterianópolis e Itatira também foram alvo de quadrilhas nos meses seguintes. Fortaleza, com sete registros, foi a cidade que teve mais bancos atacados. Em seguida aparece São Gonçalo do Amarante, com três casos.

"Estamos trabalhando e conseguimos reduzir o índice de ataques. No ano passado, foram registrados 93. Até agora, segundo nossos dados, foram 51 (a reportagem contabilizou 58). Nossa vontade é diminuir ainda mais esse número", garantiu.

"Pelo andar das investigações, acredito que brevemente realizaremos as prisões dos integrantes deste grupo", finalizou, confiante, o diretor adjunto da Delegacia de Roubos e Furtos.

Fonte: Diário do Nordeste

Brasil perde a liderança do ranking do otimismo

Em 2010, o país liderava esse ranking, com 79% de otimistas (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
O brasileiro continua sendo um dos povos mais otimistas do mundo em relação à situação econômica do País. Mas o cenário está mudando e a perda de otimismo teve impacto nos gastos da nova classe média neste ano. Isso deve se repetir no próximo, dependendo da intensidade dos ajustes macroeconômicos, segundo consultorias especializadas.

Para 2015, especialistas acreditam que o ritmo de compras da nova classe média deve diminuir. No entanto, esse estrato social, que representa 50% da população e que desembolsou no ano passado R$ 1,2 trilhão, não deve abandonar o padrão de consumo conquistado.

"Eles entraram no mercado de consumo para ficar, sentiram o gosto do mel e não querem perdê-lo", afirma o diretor de serviços ao cliente da empresa de pesquisas Ipsos, Lawrence Mills. Na quarta-feira, 22, os executivos da empresa apresentaram cenários para 2015.

Dorival Mata-Machado, diretor da Ipsos Public Affairs, correlacionou a queda no otimismo do brasileiro com redução no ritmo de consumo.

Pesquisa da empresa feita em setembro com grupo de 24 países mostra que 57% dos brasileiros acreditam que nos próximos seis meses a economia estará forte ou muito mais forte. Isso coloca o País na vice-liderança do otimismo em relação à economia, atrás apenas da Índia (71%).

Apesar de o resultado ser favorável, a situação do Brasil já foi melhor. Em 2010, o País liderava esse ranking, com 79% de otimistas. E foi assim até abril deste ano. Em maio, o País perdeu o topo para a Índia. "Inicialmente a perda de otimismo estava relacionada com a inflação. Houve freada no consumo."

Pesquisa nacional feita pela Nielsen, que acompanha as compras de 137 itens, entre alimentos, bebidas, artigos de higiene e limpeza, mostra que, entre junho e agosto deste ano, o volume consumido desses itens cresceu 3,7% ante igual período de 2013, depois de ter aumentado 6,4% e 4,8% nos trimestres anteriores.

"A classe média, que representa 50% do consumo, teve uma contribuição bem inferior ao seu peso para o avanço das vendas no período", ressalta Sabrina Balhes, analista da Nielsen,

Nichos

Especialistas tanto da Ipsos como da Nielsen concordam que, para manter acesa a chama do consumo da classe C em 2015, será necessário explorar nichos de mercado. "Não dá mais para dar tiro de canhão e tratar a classe C de forma homogênea", diz Machado.

Como exemplo, ele cita a Casas Bahia, que acaba de abrir uma loja no Complexo do Alemão (RJ). "Certamente eles enxergaram a possibilidade de nicho." As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Fonte: Estadão Conteúdo