sábado, 30 de abril de 2016

CSTT prepara atividades educativas para o Maio Amarelo em Juazeiro


A Companhia de Segurança, Trânsito e Transportes (CSTT) de Juazeiro terá uma extensa programação a partir do próximo mês com o Maio Amarelo. As atividades irão alertar os condutores para o grande índice de acidentes nas vias públicas. 
A cor amarela significa atenção e esse é o objetivo da ação, que os condutores tenham mais atenção ao dirigir ou pilotar, respeitando todas as sinalizações de trânsito, tanto verticais como horizontais e acima de tudo respeitando um ao outro. 
Com trabalhos educativos a CSTT levará a partir da próxima segunda-feira, 02, uma gama de atividades, com apresentação de teatro Claw nas faixas de pedestres no Centro da cidade e panfletagem. Na sexta-feira, 06, a Companhia irá presentear as mães que estiverem acompanhadas dos filhos com uma rosa amarela, demonstrando amor e respeito a que tem a delicadeza de uma flor e a força de um leão. 
Na segunda semana as atividades estarão voltadas as escolas de educação infantil do município com palestras sobre o trânsito, além do grupo de teatro do Colégio Militar de Juazeiro. Na terceira semana, os alunos das turmas de Educação para Jovens e Adultos (EJA) também receberão palestras educativas realizadas pelo Núcleo de Educação da CSTT e o Grupo de Teatro da Secretaria de Saúde de Juazeiro.
Na última semana do Maio Amarelo à apresentação de teatro Claw e adesivagem dos veículos será no Centro da cidade. "A CSTT está trabalhando para transformar Juazeiro em uma cidade melhor, com trânsito organizado, transportes regulares e buscando sempre apoio para uma melhor segurança à nossa população, mas para que tudo isso aconteça é necessária a colaboração de todos para reduzirmos os números de acidentes e de infrações não só neste mês de maio, mas no ano inteiro", pontuou o Diretor da CSTT, Vilmar Ferreira.

Ascom PMJ

UNEB aprova projeto para manutenção do acervo DOM José Rodrigues


O acervo Dom José Rodrigues conta com aproximadamente 35 mil exemplares entre documentos, livros, revistas e jornais de diversas áreas como filosofia, direito, comunicação e pedagogia, ligados a Igreja e a região do vale do São Francisco. Foi doado ao DCH III/UNEB em 2013 por Dom Geraldo, atual bispo da diocese de Juazeiro. 
O Profº Francisco de Assis, que é um dos responsáveis pelo projeto e pela manutenção do acervo, diz que os diversos exemplares podem ser usados em muitas áreas de ensino e pesquisa e inclusive o mesmo faz sua pesquisa de doutorado utilizando o Acervo, "Já existe pesquisadores usando o acervo como fonte de informação, e pode trazer inúmeras possibilidades em ensino, pesquisa e extensão" contou. 
Foi a provado um projeto de 30 mil reais para a limpeza, climatização e manutenção do acervo, e essa semana a administradora Rita Barreto, veio ao DCH III para fazer um diagnóstico documental e orientar como proceder com a limpeza e manutenção do acervo, e alerta sobre a importância de preservar esse material de valor histórico, "os arquivos as pessoas não valorizam, mas eles são a vida de uma instituição, e estou feliz de ver que tem pessoas preocupadas com isso no campus III", disse Rita. 
O bispo colecionou esse material durante muitos anos de seu trabalho na região, sendo hoje um dos maiores e mais importantes de Juazeiro, para a Diretora do departamento Márcia Guena o material tem uma importância histórica pelo volume documental e também por ter sido colecionado por Dom José que teve um participação ativa na sociedade, "Além de documentar um período importante da história nacional, é um acervo relevante que vai ser fonte de pesquisa pra muita gente. É uma grande responsabilidade ter o acervo de Dom José Rodrigues aqui na Uneb". Disse. 
O Bispo Dom José Rodrigues era conhecido como o bispo dos excluídos, foi uma figura importante na defesa dos moradores da cidade de Sobradinho, atingidos pela construção da barragem e projetos de irrigação, na criação das pastorais sociais e do Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada, o IRPAA, Na época da ditadura atuou em defesa da população pobre da região do vale do São Francisco. Foi o segundo bispo da Diocese de Juazeiro.

Ascom UNEB

SAAE inicia a construção de rede de água no bairro Tabuleiro


O Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) de Juazeiro iniciou nesta semana a construção de uma nova rede de água as margens da BA-210. A nova rede irá atender as Ruas 01,02 e 03 do bairro Tabuleiro. Serão colocados cerca de 400 metros de tubulação de 110 milímetros. 
Em 2015 o órgão assentou 15.510 mil metros de rede de água em toda a cidade e substituiu uma média de 1.656 metros de tubos, promovendo uma expressiva renovação das redes. "A substituição das redes também é importante porque busca evitar o desperdício, otimiza a distribuição e minimiza as perdas de água", enfatizou Fábio Rogério, supervisor do SAAE.
A moradora Maria Helena dos Santos disse que a ação é motivo de muita comemoração. "Já tínhamos alguns meses que a água estava com dificuldade de chegar as nossas residências. Agradeço a equipe do SAAE por estar executando essa obra", falou. 
Para o diretor-presidente do SAAE, Joaquim Neto, o crescimento de Juazeiro reflete o comprometimento do prefeito Isaac Carvalho com o município, que encontra nas parcerias com os Governos Federal e Estadual as ferramentas necessárias para esses avanços. "E o SAAE, como autarquia municipal tem acompanhado esse crescimento, a exemplo da instalação de 19 novos filtros na ETA, a construção da segunda adutora de 400 mm, a substituição de todo o material dos filtros de alvenaria da ETA, entre outros", pontuou Neto.

Ascom PMJ